A importância dos solos não saturados em destaque no mês de novembro

terça-feira, 29 de setembro de 2015 comentários

solointernaVoltada primeiramente para o estudo dos solos saturados ou secos, a Mecânica dos Solos cresceu, expandiu-se no mundo e ganhou sucessivos aprimoramentos. Percebeu-se mais tarde que o modelo teórico que permitia entender os problemas geotécnicos dos países de clima temperado não era adequado para a realidade de países com clima árido, semiárido ou mesmo das regiões tropicais, como o Brasil. Nascia assim a Mecânica dos Solos Não Saturados, uma área da ciência que se difundiu pelo mundo e que, hoje, conta com inúmeras contribuições teóricas e práticas espalhadas em livros e publicações diversas e que é também tema de eventos exclusivos para esta área.

Exemplo bem atual é o VIII Simpósio Brasileiro de Solos Não Saturados. Sob o comando de Francisco Chagas da Silva Filho, presidente da Comissão Organizadora, o ÑSat 2015 será realizado entre os dias 25 e 27 de novembro, em Fortaleza (CE).

O editorial abaixo é assinado por ele e por José Camapum de Carvalho, que fala como integrante da Comissão Organizadora do livro “Solos não saturados no contexto geotécnico”, o primeiro sobre o tema escrito no Brasil, que será lançado no evento.

“A expectativa é que cerca de 300 pessoas, entre alunos de graduação, pós-graduação, pesquisadores e profissionais da área, participem do ÑSat 2015.

Haverá algumas novidades nesta edição. A primeira delas é o lançamento do livro “Solos não saturados no contexto geotécnico”. Outra é o concurso de previsão de prova de carga de solos não saturados. A prova será realizada no campus da Universidade Federal do Ceará. Os resultados serão apresentados no site do ÑSat, com informações sobre o tipo de solo, sondagem, ensaio de laboratório etc. Os interessados deverão fazer a previsão do recalque da prova de carga (carga x deformação). O candidato que mais se aproximar do resultado, ganhará um tablet.

Além disso, haverá um minicurso antes do início do Simpósio. O minicurso tem como objetivo mostrar a área dos solos não saturados e torná-la mais atrativa aos estudantes e jovens profissionais, apresentando de maneira prática a solução de problemas geotécnicos. É importante termos mais profissionais nesta área, já que os solos não saturados são tão frequentes no Brasil e a grande maioria das obras geotécnicas terminam envolvendo os solos não saturados.

O minicurso será em três módulos, todos no dia 25. O primeiro módulo será Fundamentos Básicos da Mecânica dos Solos Não Saturados. O segundo, Modelagem do Comportamento dos Solos Não Saturados. O terceiro módulo, Aplicação Numérica a Problemas de Percolação, Compressibilidade e Resistência dos Solos Não Saturados, será bem prático, ministrado num laboratório de informática.

Haverá ainda homenagens a dois grandes profissionais da área de Solos Não Saturados: José Henrique Feitosa Pereira, in memoriam, conhecido como Prof. Feitosa, um dos pioneiros no Brasil em trabalhar com solos não saturados e que dá nome ao minicurso, e Antonio Nunes de Miranda, o primeiro pesquisador a trabalhar na área de solos não saturados no estado do Ceará.

Como o ÑSat espera receber um grande público jovem, a Comissão Organizadora lança uma novidade: a palestra Como Fazer uma Apresentação com Sucesso. Ministrada por José Carlos Ângelo Cintra, a palestra visa ajudar os jovens a preparar uma boa apresentação, que seja bem compreendida e que chame a atenção do público.

O evento contará ainda com duas palestras de convidados de fora do Brasil. Técnicas de Campo e de Laboratório, ministrada por Enrique Romero, e Comportamento Mecânico de Solos Não Saturados, de responsabilidade de Marcelo Javier Sanchez Castilla, ambos espanhóis.

As outras duas palestras do ÑSat 2015 serão ministradas por profissionais brasileiros reconhecidos em suas áreas. Leonardo Guimarães irá abordar a Modelagem Constitutiva e Numérica: Aplicações Práticas em Solos Não Saturados e Tácio Mauro Pereira Campos vai falar sobre Problemas Geotécnicos e Estudos de Caso em Solos Não Saturados em Obras Ambientais e em Engenharia Agrícola.

Para mais informações sobre o ÑSat 2015, acesse http://www.nsat2015.com.br/principal/

Livro Solos não saturados no contexto geotécnico

Idealizado e realizado pela Comissão Técnica (CT) de Solos Não Saturados da ABMS, o livro Solos não saturados no contexto geotécnico será lançado no dia 25 de novembro, durante o ÑSat 2015.

Em 2010 foi feita uma consulta a todos os membro da CT para saber os temas de maior interesse. A partir daí, já em 2014, foi designado um coordenador por capítulo e um único capítulo por coordenador. Isso para que todos tivessem oportunidade de participar. O capítulo final coube à Comissão Organizadora e aborda temas que devem ser mais estudados e que ainda precisam avançar mais.

O livro conta com os mais variados autores, das mais diversas áreas que influenciam na formação do solo, como geologia, biologia, química, entre outras. O objetivo foi fazer um livro que não fosse de engenheiros, mas que abordasse os solos não saturados no contexto da geotecnia.

Outra vantagem da diversidade de autores é uma divulgação mais ampla do conhecimento. Quanto mais pessoas escrevendo para o livro, mais gente ficará sabendo de sua existência. E este é o principal objetivo deste livro, em sintonia com a Diretoria da ABMS, com a Comissão Técnica para a Educação e com a Comissão Técnica de Solos Não Saturados: disseminar o conhecimento, criar material relevante para a comunidade técnica.

Francisco Chagas da Silva Filho
Presidente da Comissão Organização do ÑSat 2015

José Camapum de Carvalho
Membro da Comissão Organizadora do livro Solos não saturados no contexto geotécnico


Comentários


One thought on “A importância dos solos não saturados em destaque no mês de novembro

  1. JORGE HENRIQUE RIBEIRO disse:

    O LANÇAMENTO do livro sobre os SOLOS NÃO SATURADOS, é muito aguardo por todos que estudam e trabalham com Geotecnia.
    O CANADÁ e USA já lançaram DIVERSOS livros contendo particularidades dos países envolvidos. A ABMS estará realizando uma EXCELENTE e OPORTUNA CONTRIBUIÇÃO com relação ao BRASIL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *