Painel do Associado

ABMS abre WebGeo com a entrega dos prêmios José Machado e Manuel Rocha

quarta-feira, 16 de setembro de 2020 comentários

O primeiro dia do Simpósio Digital de Geotecnia (WebGeo) da ABMS teve início nesta terça-feira (15/9), com a entrega de dois prêmios ABMS, José Machado e Manuel Rocha. O engenheiro e presidente da ABMS, Alexandre Gusmão, deu início ao evento. “O WebGeo será muito interessante pois vai explorar o que o geotécnico tem de melhor, que é a experiência em obras”, disse Gusmão. O moderador do primeiro bloco do WebGeo foi o editor da revista Soils and Rocks, Renato Cunha. O Simpósio faz parte das comemorações dos 70 anos da associação e está sendo realizado no mesmo período em que aconteceria o Cobramseg 2020, transferido para 2021 em função da pandemia.

O Prêmio ABMS Manuel Rocha foi concedido ao engenheiro Sérgio Paraíso, da Geomec MG. O engenheiro desenvolveu e têm aplicado com sucesso os ensaios com alta energia de cravação no campo e na pesquisa universitária, permitindo a obtenção de dados de extrema relevância para o conhecimento do real mecanismo de interação solo estaca cravada e escavada.

Paraíso abordou o tema “Ensaio de carregamento dinâmico em estacas de elevada capacidade resistente”. O engenheiro fez breve retrospectiva de seus trabalhos com obras ensaiadas e estacas do tipo Franki. Paraíso destacou que desde 1993 até hoje mais de 3.500 obras foram ensaiadas. Lembrou, com detalhes e imagens, sete casos de obras em que trabalhou ao longo dos anos, encerrando sua participação com a apresentação de um ensaio de carregamento dinâmico não convencional em estacas barrete.

Prêmio José Machado

Já o Prêmio José Machado referente ao biênio 2018-2019 foi outorgado ao projeto geotécnico “Pátio sobre solos moles tratados com colunas de brita”. Para falar sobre o trabalho, o convidado pela comissão organizadora do WebGeo foi o engenheiro Sérgio Ludemann, da Ludemann Engenheiros Associados.

O projeto foi o que mais atendeu aos requisitos do Prêmio José Machado referente ao biênio 2018-20219. O trabalho é obra conjunta de cinco autores – Fábio Brumano, Luiz Brian Apaza, Marcelo Feliz, Rafael Oliva e Sergio Ludemann.

Ludemann apresentou uma síntese didática e detalhada, tanto na parte de investigação geotécnica, como na metodologia de cálculos utilizadas. Segundo o presidente da ABMS, Gusmão, o artigo apresentado pelos autores representa praticamente um modelo de roteiro de redimensionamento de projeto. “Está muito bem definido”, elogiou.

Sérgio Ludemann tratou dos desafios da ampliação de um pátio, no qual uma parte servia como estacionamento de veículos pesados. Ludemann destaca que o cronograma e as condições de contorno na região metropolitana de São Paulo não eram viáveis no momento.

O engenheiro encerrou a sua fala citando os métodos eficientes utilizados na obra, como a camada de geocélulas, que atuou de maneira plenamente satisfatória, minimizando as distorções angulares na região de transição entre o pátio existente e o novo pátio.

Ao final, cada um dos engenheiros respondeu a uma pergunta dos internautas. Com uma audiência de cerca de 300 pessoas simultâneas, o evento foi muito elogiado pelo público.

Sérgio Paraíso
Formado em Engenheira Civil pela Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade FUMEC (FEA), desde 1972, Paraíso é Dr. em Engenharia Civil pela Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. Foi relator e participou da comissão da Norma ABNT NBR 13208: Estacas – Ensaios de carregamento dinâmico. Administrou aulas no curso de pós-graduação de Engenharia de Fundações na Faculdade de Engenharia de São Paulo (FESP) e atualmente, é o principal executivo na consultoria GEOMEC.

Sérgio Ludemann
Graduado Engenheiro Civil pelo Instituto de Ensino de Engenharia Paulista (IEEP), em 1986, Ludemann atua há 33 anos na elaboração de projetos e consultoria em geotecnia. Sérgio já venceu o Prêmio ABMS José Machado, em 2016, e ganha pela segunda vez em 2020.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *