Painel do Associado

ABMS discute os benefícios das barragens com grandes reservatórios

terça-feira, 27 de agosto de 2013 comentários

O presidente da ABMS, André Assis, o ex-presidente Alberto Sayão e outros profissionais conhecidos da área da Engenharia Civil e Geotécnica – como Flávio Miguez de Mello, Carlos Henrique Medeiros (ABGE) e Miguel Augusto Zydan Sória (CBDB) – foram os especialistas convidados a debater os benefícios da construção de barragens com grandes reservatórios, tema de grande relevância na atualidade nacional, em matéria de destaque na Edição Especial de 3º aniversário da Revista Fundações e Obras Geotécnicas (Editora Rudder), de agosto de 2013.

Em seu depoimento, André Assis discute os impactos ambientais e benefícios econômicos da construção de barragens com reservatórios grandes em relação às barragens com reservatórios pequenos. Para o presidente da ABMS, a construção de reservatórios grandes é mais vantajosa, pois essas obras oferecem maior capacidade de armazenamento de água, o que proporciona maior índice de aproveitamento de energia ao longo do tempo. André Assis considera ainda que a construção de uma barragem com reservatório grande tem melhor custo-benefício e menos impacto ao meio ambiente do que a construção de várias barragens com reservatórios pequenos, que têm custos semelhantes de construção e são ambientalmente mais impactantes.

Já o ex-presidente Alberto Sayão lamenta a atual necessidade do governo de ativar o parque gerador térmico e ressalta a ampla disponibilidade de água doce superficial e o enorme potencial de geração hidroelétrica do Brasil, discorrendo sobre as vantagens socioeconômicas das obras de grandes barragens com reservatórios. Para Sayão, essas barragens proporcionam mais empregos e maior fornecimento de água e energia limpa e renovável para regiões urbanas e rurais, além de ser uma alternativa menos agressiva ao meio ambiente, em termos de poluição, do que as usinas termoelétricas – que utilizam fontes fósseis, como diesel, gás ou carvão.

Confira a íntegra destes e dos demais depoimentos publicados na edição nº 35 da Revista Fundações e Obras Geotécnicas, em agosto de 2013.

A Diretoria da ABMS parabeniza a Editora Rudder  pelo inegável sucesso da revista aniversariante, que vem contribuindo de forma expressiva para divulgar e difundir a engenharia geotécnica brasileira ao longo destes últimos três anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *