História

terça-feira, 08 de abril de 2014
comentários

A ABMS foi fundada no dia 21 de julho de 1950, sob a designação de Associação Brasileira de Mecânica dos Solos. Com a ampliação das suas atividades técnicas e científicas, o nome foi mudado em 1996 para Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica, sendo mantidos a sigla (ABMS) e o logotipo.

Desde a sua criação, a ABMS vem contribuindo para o desenvolvimento da Geotecnia no Brasil e garantindo presença internacional permanente como uma sociedade-membro da International Society for Soil Mechanics and Geotechnical Engineering (ISSMGE); da International Society for Rock Mechanics (ISRM) e da International Tunneling Association (ITA).

A Revista Solos e Rochas foi lançada em 1978 na UFRJ e passou a ser a revista técnica oficial da ABMS em 1980, com periodicidade quadrimestral. Em 1998, a Solos e Rochas foi transformada em Revista Latinoamericana de Geotecnia. Em 2007, ela passou a ser publicada internacionalmente, com a ABGE e a SPG, sob o nome Soils and Rocks.

A partir de julho de 2003, o boletim informativo da ABMS passou a ser publicado na forma eletrônica (Revista e-ABMS).

Clique aqui para visualizar o histórico de presidentes da ABMS.


Presidente de Honra

Odair Grillo
(1966)

Associado Honorário da ABMS: Arthur Casagrande – 1980

Associados eméritos:

Alberto Henriques Teixeira
Carlos de Sousa Pinto
Luciano Décourt
Sigmundo Golombek
Francis Bogossian
Fernando Emmanuel Barata
Jacques de Medina
Willy Alvarenga Lacerda
Moacyr Schwab de Souza Menezes

ABMS – Cronologia
Para mais detalhes, a ABMS sugere o livro “ABMS – 50 Anos”

1936
1º Congresso Internacional de Mecânica dos Solos e Engenharia de Fundações em Harvard, EUA. Fundação da ISSMFE – International Society for Soil Mechanics and Foundation Engineering.

1947
Karl Terzaghi faz suas duas primeiras visitas ao Brasil: como consultor da Light e para palestras em São Paulo e Rio de Janeiro.

1950
Fundação da ABMS: em 21 de julho, Milton Vargas toma posse como Presidente, na Assembléia Geral de Instalação da ABMS, ocorrida no IPT, em São Paulo.  Criados os núcleos regionais da ABMS em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Sul e Norte-Nordeste. Em dezembro, é realizado em São Paulo um Simpósio sobre Resistência ao Cisalhamento de Solos.

1951
Publicação do 1º volume dos Anais da ABMS.

1953
Milton Vargas é eleito Vice-Presidente da ISSMFE para a América do Sul.

1954
1º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, em Porto Alegre.

1958
2º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, em Recife. Atual presidente: Antonio D. F. Nápoles Neto

1959
A ABMS fixa sua sede em São Paulo, no IPT.

1960
A ABMS passa a representar o Brasil no Comitê Internacional de Grandes Barragens. Participação da ABMS nas Jornadas Luso-Brasileiras em Lisboa.

1961
Costa Nunes é eleito Vice-Presidente da ISSMFE para a América do Sul.

1962
Fundação do Núcleo Regional da Bahia.

1963
2º Congresso Pan-Americano de Mecânica dos Solos (Rio, São Paulo e Belo Horizonte). Falecimento de Terzaghi, em 25 de outubro, aos 80 anos. Criado o Prêmio Terzaghi da ABMS.

1964
A ABMS filia-se à Federação Latino-Americana de Mecânica dos Solos.

1965
Criado o CBMR – Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas da ABMS.

1966
3º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, em Belo Horizonte. Odair Grillo é eleito Presidente de Honra da ABMS. Costa Nunes é eleito vice-presidente da Internacional Society of Rock Mechanics (ISRM) na América do Sul.

1967
2ª Jornada Luso-Brasileira de Mecânica dos Solos, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

1970
4º  Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, no Rio de Janeiro. Victor de Mello é eleito vice-presidente da ISRM na América do Sul. Criado o Prêmio José Machado da ABMS.

1974
5º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, em São Paulo. Milton Kanji é eleito vice-presidente da ISRM na América do Sul.

1976
Criado o Núcleo Regional Nordeste, com sede em Recife.

1978
Simpósio Internacional de Mecânica das Rochas Aplicada à Fundação de Represas (Rio de Janeiro).

1978
Lançamento da Revista Solos e Rochas na COPPE.
6º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, no Rio de Janeiro.
Criado o Núcleo Regional de Brasília (atual Núcleo Regional Centro-Oeste).

1980
Criado o Prêmio Manuel Rocha da ABMS. Arthur Casagrande recebe o título de sócio honorário da ABMS.

1981
1º Encontro Luso-Brasileiro de Geotecnia , no LNEC (Lisboa). ABMS filia-se à ITA (Intern. Tunnelling Association).
Falecimento de Manuel Rocha (67 anos) em agosto.
Victor de Mello, ex-presidente da ABMS, é eleito presidente da ISSMFE.

1982
2º Encontro Luso-Brasileiro de Geotecnia, no Clube de Eng. (Rio de Janeiro).
14º Congresso Internacional de Grandes Barragens, no Rio de Janeiro.
7º Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos, em Olinda.

1983
Primeiro número do Boletim Nacional, informativo bimestral da ABMS, em abril.
Criados os núcleos regionais do Paraná – Sta Catarina e do Norte, com sedes em Curitiba e Belém, respectivamente.

1985
1ª Conferência Internacional de Geomecânica em Solos Tropicais Lateríticos e Sapolíticos, em Brasília.
2º  Simpósio de Escavações Subterrâneas, no Rio de Janeiro.
ABMS promove o Encontro Sul-Americano de Engenheiros Jovens na PUC-Rio.
Criados o Prêmio Icarahy da Silveira da ABMS e a Conferência Pacheco e Silva.

1987
Criada a Comissão Técnica de Geossintéticos da ABMS.
A Revista Solos e Rochas passa a ser também co-editada pela ABGE.

1988
Simpósio sobre Novos Conceitos em Ensaios de Campo e Laboratório, no Rio de Janeiro. A ABMS passa a ser considerada uma entidade de utilidade pública.

1989
12º Congresso Internacional de Mecânica dos Solos e Engenharia de Fundações (Rio de Janeiro).
Reativação do núcleo regional do Nordeste.
Luciano Décourt é eleito vice-presidente da ISSMFE para a América do Sul.
Tarcísio Celestino é vice-presidente da ISRM na América do Sul.

1990
Criado o CBT – Comitê Brasileiro de Túneis da ABMS.
Realização do 9º COBRAMSEF em Salvador, com a ABGE. Criado o Fundo Antonio José da Costa Nunes da ABMS.

1991
Seminário sobre Solos não Saturados, em Brasília.

1992
ABMS realiza o 1º Simpósio Brasileiro de Geossintéticos, em Brasília e a 1ª Cobrae – Conferência Brasileira de Estabilidade de Encostas, no Rio de Janeiro.
Lançamento do livro “Solos da Cidade de Sâo Paulo”, pelo NRSP.

1993
Criada a Comissão Técnica de Geotecnia Ambiental da ABMS.
Lançamento do livro “Solos do Interior de São Paulo”, pelo NRSP.

1994
10º COBRAMSEF em Foz do Iguaçu.
3º Simpósio Brasileiro de Escavações Subterrâneas em Brasília, com a ABGE.
Lançamento do livro“Solos do Litoral de São Paulo”, pelo NRSP.
2º Simpósio sobre Solos Não Saturados, em Recife.

1995
2º Simpósio de Geossintéticos, em São Paulo.

1996
A ABMS muda sua designação para Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica, mantendo porém a sigla (ABMS) e o logotipo.

1997
2º Simpósio Pan-Americano de Escorregamentos e 2ª Cobrae, no Rio de Janeiro.
Francis Bogossian é eleito Vice-Presidente da ISSMGE para a América do Sul.
Criada a Comissão Técnica de Investigação de Campo da ABMS.
3º Simpósio sobre Solos Não Saturados (Rio de Janeiro, RJ).

1998
ABMS realiza o 11º COBRAMSEG, em Brasília
O World Tunnel Congress (ITA /CBT), em São Paulo
2º. Simpósio Brasileiro (5º Sul-Americano) de Mecânica das Rochas (CBMR), em Santos,
O 1º Simpósio GeoSul, em Porto Alegre.
Criados o Prêmio Costa Nunes e a Comissão Técnica de Taludes da ABMS.

1999
11º Congresso Pan-Americano de Mec. Solos e Eng. Geotécnica, em Foz do Iguaçu.
1º Simpósio Sul-Americano de Geossintéticos, no Rio de Janeiro.
Solos e Rochas passa a ser a Revista Latino-Americana de Geotecnia.

2000
Jubileu de Ouro da ABMS, com o lançamento do Livro ABMS – 50 Anos, durante o 4º SEFE, em São Paulo.

2001
3ª Cobrae, no Rio de Janeiro.
4º Simpósio de Solos Não Saturados (Porto Alegre, RS).
Eleição do novo presidente da ITA, associado ABMS Prof. Dr. André P. Assis.

2002
3º Simpósio Internacional de Solos Não Saturados, em Recife.
4ª Conferência Internacional de Geotecnia Ambiental (ICEG), no Rio de Janeiro.
12º Cobramseg/ 1º Luso-Brasileiro / 3º SBMR, em São Paulo.

2003
4º Simpósio Brasileiro de Geossintéticos
5º Congresso Brasileiro de Geotecnia Ambiental, em Porto Alegre.

2004
3º Congresso Luso-Brasileiro em Aveiro, Portugal.
9º ISL – Simpósio Internacional de Escorregamentos, no Rio de Janeiro.
1º GeoJovem – Simpósio Brasileiro de Jovens Geotécnicos
5º Simpósio de Solos Não Saturados, em São Carlos.
Criada a Comissão Técnica de Fundações da ABMS.

2005
Lançamento do livro “Geotecnia no Nordeste” pelo NRNE.
5º InfoGeo, em B.Horizonte.
4ª Cobrae, em Salvador.
Waldemar Hachich é eleito vice-presidente da ISSMGE na América do Sul.
1ª Palestra ABMS: Fernando Schnaid (Investigações de Campo)

2006
Lançamento do livro “Túneis do Brasil” pelo CBT.
5º Simpósio GeoSul em Porto Alegre.
13º Cobramseg / 3º Congresso Luso-Brasileiro / 4º.SBMR, em Curitiba.
2º GeoJovem, em Nova Friburgo.
2ª Palestra ABMS: Ennio Marques Palmeira (Geossintéticos)

2007
Debates – Momento Atual da Engenharia (SP, RJ, RS, PE e DF)
5º Simpósio de Geossintéticos
6º Congresso de Geotecnia Ambiental, em Recife
6º Simpósio de Solos Não Saturados, em Salvador.
Criadas as Comissões Técnicas de Aterros Sanitários e de Infra-estrutura Urbana.
3ª Palestra ABMS: Armando Caputo (Fundações Profundas)
Soils and Rocks e a Revista Geotecnia passam a ser co-editadas pela ABMS, ABGE e SPG.

2008
1ª Victor de Mello Lecture, pelo Prof. Burland no 4º Congresso Luso-Brasileiro em Coimbra, Portugal.
14º Cobramseg e 3º GeoJovem, em Búzios.
6º Simpósio GeoSul em Florianópolis.
2º Congresso de Túneis, em São Paulo.
4ª Palestra ABMS: Sandro Sandroni (Solos Moles).

2009
6º InfoGeo, em Brasília.
5a. Palestra ABMS – Arsenio Negro Jr.
5ª Cobrae, em São Paulo.

2010
Lançamento do Livro “A História da Engenharia Geotécnica” – 60 Anos da ABMS.
5º Congresso Luso-Brasileiro
15º Cobramseg e 4º GeoJovem, em Gramado
9º ICG – International Conference on Geosynthetics, em Guarujá-SP
I Simpósio Geotecnia do Nordeste – GeoNE, Recife-PE
6ª Palestra ABMS – Roberto Quental Coutinho.

2011
VI Seminário de Engenharia Geotécnica do Rio Grande do Sul – GeoRS, Passo Fundo-RS; evento conjunto: VI SIMPÓSIO BRASILEIRO DE APLICAÇÕES DE INFORMÁTICA EM GEOTÉCNICA (INFOGEO), V SIMPÓSIO SOBRE SOLOS TROPICAIS E PROCESSOS EROSIVOS NO CENTRO-OESTE E II SIMPÓSIO DE PRÁTICA DE ENGENHARIA GEOTÉCNICA NA REGIÃO DO CENTRO-OESTE (GEOCENTRO), Brasília-DF.
II Simpósio Geotecnia do Nordeste – GeoNE, Natal-RN
VII Simpósio Brasileiro de Solos Não Saturados – N-Sat, Pirenópolis-GO
VII Congresso Brasileiro de Geotecnia Ambiental – REGEO’2011
E VI Simpósio Brasileiro de Geossintéticos – Geossintéticos’2011.
7a Palestra ABMS – Palestra Milton Vargas da ABMS, Nelson Aoki.
A ABGE deixa de co-editar a revista Soils & Rocks.

2012
III Congresso Brasileiro de Túneis, São Paulo-SP.

2013
Minicurso “Metodologias unificadas de interpretação dos resultados de ensaios CPT, CPTU e SCPT e parametrização para projeto geotécnico”, em Recife, Pernambuco.
Geosul’2013 – IX Simpósio de Práticas de Engenharia Geotécnica da Região Sul, Criciúma, SC.
3º Workshop Cravação com martelo hidráulico, em Belo Horizonte-MG.
Belém – GeoNO’2013 – I Reunião Técnica da ABMS – Núcleo Norte; XII Encontro de Geotecnia da Amazônia.
GeoNE’2013 – 3º Simpósio de Geotecnia do Nordeste. Ocorreu em Fortaleza, CE.
Construction Congresso – Seminário “Desempenho e Confiabilidade das Estacas Pré-fabricadas de concreto como solução de fundações profundas”, aconteceu na cidade de São Paulo.
CTF’2013 – 1ª Conferência em Tecnologia de Fundações, em Campinas-SP.
Cobrae – VI Conferência Brasileira de Estabilidade de Encostas em Angra dos Reis, RJ.
Seminário ITACET – Túneis imersos.
9ª Palestra Milton Vargas – “Engenharia Geotécnica Aplicada à Infraestrutura de Portos”, por Eng. Luciano Jacques de Moraes Jr. Aconteceu no Rio Grande, RS, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Amazonas.
Evento internacional que aconteceu na cidade de São Paulo. Seminário Escavação Mecanizada de Túneis – “Seminar on Mechanized Tunnelling”.

2014
Cobramseg aconteceu em Goiânia, GO – XVII Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica;
VII Congresso Luso-Brasileiro de Geotecnia;
VI Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas;
VI Simpósio Brasileiro de Jovens Geotécnicos
Ecos da Sardenha, ocorreu em São Paulo.
10ª Palestra Milton Vargas – “Contribuições da Engenharia Geotécnica na Conservação do Meio Ambiente”, proferida pela Profa. Dra. Maria Eugênia G. Boscov. Ocorreu em: Pará, Salvador, Recife, Porto Alegre, Paraná, Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro.

2015
Encontro “Mulheres geotécnicas” aconteceu em Belo Horizonte.
Cuiabá, MT, recebeu o II Workshop de Fundações – Tecnologia para execução de obras geotécnicas.
São Leopoldo, RS, recebeu o GeoRS – VIII Seminário de Engenharia Geotécnica do Rio Grande do Sul.
Curso itinerante “Sistemas de Estabilização e Proteção de Taludes Rochosos”. organizado pelo CBMR aconteceu em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
Belo Horizonte, Minas Gerais, receberam as palestras:  “Abordagem Probabilística e Gestão de Riscos em infraestrutura geotécnica” e “Aplicação de Análise probabilísticas nos problemas geotécnicos”
Geosul 2015 – X Simpósio de Prática de Engenharia Geotécnica da Região Sul aconteceu em Maringá-PR.
Rio de Janeiro recebeu o 4º Curso de Engenharia de Infraestrutura e Solos Moles.
GeoNE – 4º Simpósio de Geotecnia do Nordeste ocorreu em Campina Grande, Paraíba.
GeoNO – 2ª Reunião Técnica da ABMS do Núcleo Norte decorreu em Manaus.
REGEO/GEOSSINTÉTICOS – VII Congresso Brasileiro de Geossintéticos e VIII Congresso Brasileiro de Geotecnia Ambiental
SEFE 8 – Seminário de Engenharia de Fundações Especiais e Geotecnia. Evento organizado em parceria com a ABEF em São Paulo.
11ª Palestra Milton Vargas – “Geotecnia aplicada à Mineração: Cenários e Perspectivas”, proferida pelo Prof. Romero C. Gomes. As cidades que receberam a palestra foram: Manaus, Recife, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.
Ñ-Sat 2015 – VIII Simpósio Brasileiro de Solos não Saturados aconteceu em Fortaleza.
II Simpósio Internacional de Impermeabilização de Estruturas Subterrâneas. São Paulo foi sede do evento.

2016
Curso itinerante -“Sistemas de Estabilização e Proteção de Taludes Rochosos”, organizado pelo CBMR, ocorreu em Porto Alegre, Vitória, Salvador e Recife.
Em São Paulo foi organizado o I Simpósio “Segurança, Operação e Manutenção de Túneis”.
Curso livre sobre aplicação de geossintéticos aconteceu em Porto Alegre-RS.
Em Campinas aconteceu o CTF’2016 – 2ª Conferência em Tecnologia de Fundações.
12ª Palestra Milton Vargas – “Geotecnia aplicada à Mineração: Cenários e Perspectivas”, proferida pelo Prof. Fernando Danziger. Locais onde ocorreu a palestra: Recife, Salvador, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Goiânia, Brasilia e Rio de Janeiro.
A COBRAMSEG de 2016 aconteceu em Belo Horizonte – XVIII Congresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica; VII Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas; VII Simpósio Brasileiro de Jovens Geotécnicos, V Conferência Sul-Americana de Engenheiros Geotécnicos Jovens e SFGE – Shaping the Future of Geotechnical Education.

2017
O IV CBT ocorreu na cidade de São Paulo – 4º Congresso Brasileiro de Túneis e Estruturas Subterrâneas, Seminário Internacional “Latin American Tunnelling Seminar – LAT 2017”.
9th International Symposium on Geotechnical Aspects of Underground Construction in Soft Ground , IS, foi sediado na cidade de São Paulo.

Tags

História

Comentários

  • A expansão da mecanização agrícola na lavoura canavieira gerou um sério problema de compactação dos solos agrícolas. Ao estudar os conceitos de tensão de pré-adensamento, encontro o nome do eng. Pacheco Silva como autor de um método para avaliação gráfica, concorrente do proposto por Casagrande. Procurei referencias profissionais (C.V.) sobre essa importante personalidade da área de Mecânica de Solos, e lamentavelmente pouco ou quase nada encontro. Como este site oferece a oportunidade, fico no aguardo da manifestação de VV.SS. Esta nossa petição é causada pelo fato de estarmos elaborando um livro sobre Mecanização Canavieira, onde o tema é abordado em maior profundidade. Muito obrigado. Atenciosamente,
    Prof. Luiz Geraldo Mialhe
    Professor Titular Aposentado da ESALQ/USP.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *