Associados ABMS assumem posições no Board da ISRM durante Congresso em Montreal

sexta-feira, 29 de maio de 2015 comentários

posseedaquadrosinternaO 13º Congresso Internacional de Mecânica das Rochas da ISRM (Sociedade Internacional de Mecânica das Rochas) aconteceu em Montreal, Canadá, entre os dias 10 e 13 de maio. O evento foi marcado pela forte presença brasileira no Board da ISRM. A engenheira Eda Quadros, ex-presidente do Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas (CBMR) da ABMS, assumiu a presidência da Sociedade Internacional para o período 2015-2019. Já o engenheiro Sergio Fontoura, atual presidente do CBMR, foi eleito vice-presidente da ISRM para a América do Sul para o mesmo período. “Ver esses brasileiros assumindo cargos tão importantes é um orgulho para nós”, afirma André Assis, presidente da ABMS. “E mostra a força do Brasil na engenharia internacional”. Na foto, Xia-Ting Feng, ex-presidente da ISRM (2011-2015), Eda Quadros, presidente da ISRM (2015-2019) e Luís Lamas, secretário geral da ISRM

O 13º Congresso Internacional da ISRM foi marcado pela forte incidência de temas ligados à mineração e ao petróleo, além de tratar de barragens e taludes. Foi realizado ainda um workshop sobre Shale Gas, assunto que vem sendo discutido amplamente pela comunidade internacional.

O evento teve também a Exposição. Mais de 450 empresas apresentaram produtos e serviços – equipamentos, softwares e técnicas relacionadas à ciência e à prática da Engenharia de Rochas. Foram apresentadas diversas novidades em equipamentos de ensaios e algumas em termos de processos construtivos ligados a suporte de obras subterrâneas.

Um destaque do Congresso de 2015 foi a decisão, por parte do Board da ISRM, de propor à Comissão Organizadora do evento que convidasse profissionais mais jovens para ministrar as Keynote Lectures nas sessões Plenárias. Assim, cada área geográfica teve um representante jovem. O professor Alejo Oscar Sfriso, da Argentina, foi o representante da América do Sul.

RockBowl

Sucesso no SBMR (Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas) em 2014, o RockBowl – jogo de perguntas e respostas sobre Mecânica das Rochas que desafia estudantes universitários – chegou ao Congresso Internacional da ISRM. O jogo foi idealizado pela Diretoria e membros do grupo jovem do CBMR e agradou a ISRM, que solicitou ao CBMR que organizasse uma nova edição do RockBowl no Congresso Internacional. A edição internacional do jogo foi vencida por duas equipes brasileiras – uma da UFRGS, do Rio Grande do Sul, e outra da PUC-Rio.

A equipe responsável pela organização foi formada pelos brasileiros Carlos Emmanuel Lautenschläger, secretário executivo do CBMR e doutor em Engenharia Civil, Vivian Marchesi, secretária geral do CBMR e aluna de doutorado, Guilherme Righetto, aluno de doutorado, Carla Carrapatoso, aluna de doutorado, Rafael Albuquerque, aluno de doutorado e Talita Miranda, doutora em Engenharia Civil.

Prêmios

Como já é tradição, durante o Congresso Internacional foram entregues a Medalha Müller e a Medalha Manuel Rocha.

A Medalha Müller, maior honraria da ISRM, foi concedida ao Professor John Hudson, do Imperial College of London. Após a premiação, como é costume, ele ministrou a Keynote Lecture que este ano foi intitulada “Engineering in Fractured Rock Masses”.

Andrea Lispak Bradley foi o ganhador da Medalha Manuel Rocha, concedida anualmente à melhor tese de doutorado. A tese de Bradley foi “Investigating the influence of mechanical anisotropy on the fracking behaviour of brittle clay shales with application to deep geological repositories”.

O próximo Congresso Internacional

O Congresso Internacional da ISRM é realizado a cada quarto anos. O próximo, em 2019, será no Brasil, em Foz do Iguaçu. A organização está nas mãos de Brasil, Argentina e Paraguai. O presidente da Comissão Organizadora é Sergio Fontoura, presidente do CBMR e vice-presidente da ISRM para a América do Sul. Ricardo Rocca, da Argentina, e Raúl Mena, do Paraguai, são vice-presidentes da Comissão Organizadora.

O Congresso Internacional da ISRM de 2015 foi organizado pelo Canadian Institute of Mining, Metallurgy and Petroleum (CIM), em colaboração com as Universidades McGill University, Queen’s University e University of Toronto, juntamente com a Associação Geotécnica Canadense CARMA (Canadian Rock Mechanics Association). A organização também teve a colaboração da ARMA (American Rock Mechanics Association).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *