Painel do Associado

CBMR quer ouvir o associado e aproximar-se dos jovens

quarta-feira, 31 de março de 2021 comentários

Para a gestão 2021-2022, o Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas da ABMS conta com uma Diretoria renovada, liderada pela engenheira Vivian Marchesi. Entre os objetivos da nova gestão do CBMR estão a aproximação com o associado – tanto individual quanto corporativo –, a criação de um grupo de jovens, a expansão do número de associados e a busca de maior visibilidade para o Comitê. Saiba mais detalhes e planos da nova Diretoria do CBMR.

Diretoria 2021-2022

A nova Diretoria do CBMR tem integrantes de diferentes formações e atuações. “Nosso objetivo é trazer novas ideias ao Comitê”, destaca Vivian Marchesi, presidente. Ela é engenheira e atua na área de geomecânica do petróleo. Na vice-presidência está Carlos Emmanuel Lautenschläger, engenheiro e professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (PR), onde introduziu atividades de ensino e pesquisa na área de mecânica das rochas.   

Marcos Massao Futai é o secretário geral. Ele é engenheiro e professor da Escola Politécnica da USP. Atua bastante na área de solos, mas tem também atuações direcionadas a rochas, principalmente escaneamento a laser para mapeamento de túneis e taludes.

A engenheira Talita Miranda é professora da Universidade Federal de Minas Gerais e busca levar aos alunos o universo da mecânica das rochas, com um possível curso nessa área. Miranda é tesoureira do CBMR nesta gestão. O geólogo Márcio Leão é o secretário executivo. “É importante termos na Diretoria essa visão da geologia de engenharia em si. Além disso, o Márcio é muito ativo nas redes sociais, uma perspectiva importante para nos ajudar a expandir o Comitê”, ressalta Marchesi.

Planos para o biênio

“Pretendemos renovar o Comitê”, destaca a presidente. A criação de um grupo de jovens do CBMR é um dos objetivos da nova Diretoria. Estudantes e jovens profissionais sempre foram muito ativos no Comitê, como na criação do RockBowl e até na organização de congressos. Mas agora o CBMR pretende formalizar este grupo e oferecer atividades específicas voltadas a ele.

A aproximação com o associado também está na pauta da gestão. A Diretoria quer ouvir os associados individuais e corporativos para oferecer atividades de interesse. Além disso, os novos diretores querem expandir o número de associados, especialmente os corporativos. “Pretendemos trazer mais diversidade de empresas para o CBMR, abrangendo os três pilares que sempre buscamos contemplar: mineração, engenharia civil e petróleo”, conta Marchesi.

Dar ao Comitê mais visibilidade por meio das mídias digitais é outro desafio que a Diretoria pretende encarar. “Sempre trabalhamos muito nos bastidores. Agora queremos mostrar a todos as atividades que o CBMR desenvolve”.

Perfil de Vivian Marchesi, presidente do CBMR

Engenheira civil, pós graduada em engenharia de petróleo e doutora em Geotecnia, Vivian Marchesi escolheu a área de rochas como tema de Mestrado. Foi, então, trabalhar com o prof. Sérgio Fontoura com mecânica das rochas voltada para engenharia civil. Ao final do mestrado, passou a atuar com geomecânica do petróleo, no GTEP (Grupo de Tecnologia e Engenharia de Petróleo), onde está até hoje.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *