Painel do Associado

Ciclo GB #2 apresentou mesa-redonda com Gusmão, Sayão, Sandroni e Luis Edmundo sobre “Segurança de Obras Geotécnicas”

sexta-feira, 07 de agosto de 2020 comentários

O grupo Geotecnia Brasil realizou uma mesa-redonda com nomes expressivos da ABMS no dia 5/8. Esse foi o segundo encontro da jornada técnica criada pelo grupo com o nome CicloGB, que recebe apoio da ABMS. O tema debatido foi “Segurança de Obras Geotécnicas” e contou com a participação do presidente da ABMS, Alexandre Gusmão, o ex-presidente da entidade, Alberto Sayão, o consultor geotécnico Sandro Sandroni, e o presidente do Crea-BA e ex-presidente do Núcleo Bahia da ABMS, Luis Edmundo Campos.

O evento foi dividido em três palestras e uma mesa-redonda, com moderação de Alexandre Gusmão. O presidente da ABMS relembrou a importância da participação dos jovens na engenharia brasileira e deu início ao evento.

O primeiro a proferir palestra foi o engenheiro e professor Alberto Sayão. Pela abrangência do tema principal, Sayão fez um recorte sobre “Segurança de barragens, durabilidade de enrocamentos” e usou o caso da Barragem de Marimbondo (divisa de Minas Gerais com São Paulo) como exemplo.

Diretor da Sandro Sandroni Engenheiros Associados, Sandro Sandroni, fez uma apresentação de “Atualização das informações sobre a ruptura do Porto de Santana, Amapá”. O engenheiro falou sobre o caso que ocorreu em 2013, com o objetivo de trazer atualizações sobre o tema, principalmente de estudos e ensaios realizados nos anos de 2018 e 2019.

A última palestra foi proferida pelo engenheiro e professor Luis Edmundo Campos, conhecido como “Luisão”. Usando Salvador (BA) como exemplo, o palestrante falou sobre “Segurança de Encostas: Lições aprendidas com os deslizamentos ocorridos em Salvador”. Os principais casos de deslizamentos e marcos importantes de resolução dos problemas na cidade foram explanados por Luisão.

Todos os convidados se reuniram ao final para a mesa-redonda. Gusmão lembrou que os riscos e as incertezas fazem parte do cenário na engenharia e iniciou um debate sobre a criminalização dos profissionais em casos de desastres nas obras e a inexatidão da área. Além disso, os participantes responderam as perguntas dos internautas.

Assista ao encontro completo:

Imagem: Cristian Lourenço/iStock.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *