Painel do Associado

Com mais de 700 participantes, WebGeo entrou para história dos 70 anos da ABMS

quinta-feira, 08 de outubro de 2020 comentários

A pandemia tornou impossível realizar o Cobramseg 2020 na data prevista e no modelo consagrado historicamente, com pessoas concentradas num grande auditório ou espalhadas em várias salas funcionando de forma simultânea com a apresentação de trabalhos e casos de obras. Diante do inevitável, Paulo Albuquerque, presidente do Núcleo São Paulo e da Comissão Organizadora do Congresso, estava em busca de uma alternativa que mantivesse a lembrança do evento na mente da comunidade técnica e das empresas patrocinadoras. Em conversa com o presidente da ABMS, Alexandre Gusmão, nasceu a ideia e o nome WebGeo, Simpósio Digital de Geotecnia.

Em cinco reuniões, com um prazo de pouco mais de dois meses, Gusmão, Albuquerque e Cristina Schmidt, vice-presidente do Núcleo São Paulo organizaram um evento completamente remoto, com custo reduzido e que possibilitou a aproximação de vários especialistas e estudantes da área para discutir durante três dias a temática da geotecnia.

As dúvidas ainda existentes quanto à aceitação desse tipo de evento por parte da comunidade técnica foram desfeitas. O que se viu foi uma ampla aceitação por parte dos geotécnicos do formato proposto pelo WebGeo, realizado remotamente nos dias 15, 16 e 17 de setembro. “A repercussão positiva foi unânime, todos gostaram muito”, comenta Gusmão.

Similar ao modelo seguido pelos Núcleos Regionais – em especial, o GeoNordeste – o WebGeo foi constituído por palestras principais e vários casos de obras apresentados pelos associados corporativos. “Esse tipo de evento é muito bacana, menos acadêmico e com um público diferente, formado não só por associados da ABMS”, afirma Gusmão. “Reunimos pessoas com formação diferente, mas interessados na área de geotecnia”.

“Convidamos associados importantes que sempre nos dão apoio financeiro”, conta Gusmão. “Demos às empresas a oportunidade de apresentar os casos de obras feitas por elas. Isso foi fundamental para dar mais visibilidade e prestígio às empresas”. Ao longo do Simpósio, dez casos de obras foram apresentados. Belgo Bekaert, Geobrugg, Geoforma, Gerdau, GNG Fundações, Huesker, Incotep e Maccaferri responderam pelas apresentações.

Na mesma data do Cobramseg

A ideia de Paulo Albuquerque apresentada durante a reunião de Núcleos Regionais foi o pontapé inicial do Simpósio. O WebGeo foi realizado na mesma data em que aconteceria o Cobramseg. “Queríamos que a data e o próprio Cobramseg ficassem na cabeça das pessoas”, lembra Gusmão. “Paulo estava pensando em fazer algo para marcar a data do Cobramseg, e como eu havia pensado em fazer um evento com esse formato, surgiu a ideia de juntar uma coisa com a outra”.

Deu certo a ideia de achar uma maneira de incentivar os interessados a participar do evento presencial em 2021, e de dar uma resposta aos patrocinadores que acreditam na ABMS e não desistiram no meio do caminho. Para Albuquerque, “foi uma lembrança.” Para Cristina, “foi um jeito de incentivar as pessoas a participar no próximo ano”. E para Gusmão, “foi um pouco de resgate no sentido de reforçar a própria imagem do Cobramseg, que é o principal evento da ABMS”.

Destaque e maior audiência

Os acidentes de Mariana (2015) e Brumadinho (2019), em Minas Gerais, fizeram com que a Sessão Técnica 5, que tratou justamente das barragens de rejeitos, concentrasse as atenções do público.

Participaram desse debate o engenheiro Fernando Schnaid, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a engenheira e professora Rafaela Baldí, representando a empresa Belgo Geotech,e a engenheira Cristina Schmidt, vice-presidente do Núcleo São Paulo da ABMS, representando a Huesker.

Segundo Gusmão, a legislação mudou após os acidentes, e foi a primeira vez na ABMS que o tema foi discutido. Paulo Albuquerque sustenta que o tema é muito atual e que todos querem saber o que está acontecendo.

Em termos de audiência, a Comissão mais uma vez cita a mesma palestra: Fundações e Contenções. Segundo Gusmão, “a sessão deu mais audiência por ser um tema que envolve um maior número de interessados”.

Repercussão dos prêmios

Outro ponto que mereceu destaque aos olhos dos organizadores foi a entrega dos Prêmios ABMS. Para o presidente, foi uma ótima ideia ter dado essa visibilidade aos ganhadores. “Antes, os ganhadores dos Prêmios ABMS ganhavam o prêmio em uma reunião do conselho, sem nenhuma visibilidade”, diz. “Quando colocamos para ser uma palestra nacional, o patamar de visibilidade foi outro, e os agraciados ficaram super felizes com o reconhecimento”, completa.

Mudança e desafios na ABMS

Entre os principais desafios superados, Alexandre Gusmão cita o nível elevado do evento, a reconhecida capacidade técnica dos palestrantes e o ambiente completamente diferente do que todos estavam acostumados. “Foi uma capacidade de resposta que nem sabíamos que tínhamos”, diz o presidente da Associação. “A ABMS está preparada para voos mais altos nesta área de treinamento e educação remota; estamos abrindo um caminho novo”.

“A pandemia mexeu na vida de todo mundo e na vida da ABMS também. Apesar de tudo, foi um momento que soubemos aproveitar, explorar e até consolidar algo em que não tínhamos experiência alguma”, sustenta Gusmão. “No balanço final, o WebGeo superou nossas expectativas em termos de participação e do alto nível técnico das palestras”, completa Cristina Schmidt.

Participantes

Engenheiros de todo o Brasil estavam presentes para palestrar e assistir. Além deles, o WebGeo recebeu a comunidade técnica do Peru, Colômbia, e de outros países da América do Sul. “A vantagem desse evento foi a capacidade de congregar pessoas de todos os lugares, e de todos os cantos, sem os custos dos deslocamentos”, afirma Albuquerque. 

Futuras edições

Quando questionado sobre a possibilidade de futuras edições, Paulo argumentou que eventos online são “uma forma de compartilhar conhecimento e de conseguir ir mais longe com custo baixo e de uma forma muito mais simples”. Gusmão acredita que o WebGeo não se resumirá ao evento já realizado. “Deveremos ter o 2º, o 3º e assim por diante”. Cristina Schmidt confirma que existe mesmo “a ideia de tornar o WebGeo um evento periódico”.

Leia a cobertura de matérias do WebGeo:

Primeiro dia 

Prêmios ABMS

Sessão Técnica 1

Segundo dia

Sessão Técnica 2

Sessão Técnica 3

Terceiro dia

Sessão Técnica 4

Sessão Técnica 5

(Imagem: Chagin/iStockc.om)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *