Painel do Associado

Comissão de Educação irá aprofundar ação técnica da ABMS

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 comentários

a.gusmaoA ABMS está finalizando a implantação de um novo projeto. A Associação irá criar uma nova Comissão Técnica, que pretende dar mais dinamismo à difusão do conhecimento na área de Geotecnia e expandir a aprendizagem técnico-científica, disseminando-a por todo o país. A Comissão Técnica para Educação, a ser criada em breve, terá a coordenação de Alexandre Gusmão, secretário executivo da entidade. A primeira iniciativa da Comissão é a realização de cursos técnicos em várias regiões do país, ministrados por nomes de destaque da engenharia geotécnica nacional. Gusmão apresenta neste editorial mais detalhes desta nova empreitada.

“Na primeira gestão, biênio 2013-2014, a Diretoria iniciou os primeiros estudos e tratativas para pensar em cursos de capacitação. O objetivo essencial seria valorizar a profissão do engenheiro geotécnico e a área de geotecnia. Havia, no entanto, desafios diversos, envolvendo especialmente questões logísticas, de organização e outras. A solução para essas questões veio com a parceria recentemente firmada com a Acqua Consultoria, empresa especializada em eventos técnicos que já fez diversos eventos da ABMS.

Um curso piloto foi realizado em 2014, em Campinas (SP), sob a coordenação do Prof. Paulo Albuquerque. Foi possível constatar que a parceria com a Acqua deu bons resultados. A ABMS seguirá à frente da parte técnica, fazendo a escolha dos temas e palestrantes, cabendo à Acqua a organização, o controle das inscrições e a logística dos encontros.

O piloto alcançou sucesso de público e foi bem sucedido também no terreno da qualidade técnica. Havia pouco mais de 30 vagas, que foram esgotadas rapidamente, restando a muitos interessados um lugar na fila de espera. Os que conseguiram participar fizeram uma avaliação muito positiva do curso.

Próximos passos

Agora estamos num momento de ajustes e elaboração de um material que vai orientar os presidentes dos Núcleos da ABMS. A partir daí, iremos definir a grade dos cursos. A Diretoria Nacional está montando a Comissão Técnica para Educação justamente para avaliar os aspectos técnicos dos cursos, os programas, além de escolher os palestrantes. Tudo será feito para garantir a qualidade e homogeneidade da programação.

Haverá um leque de cursos com temas preestabelecidos e instrutores remunerados. Em algumas situações, haverá palestrantes específicos, e também instrutores diferentes para facilitar a questão da mobilidade e a conciliação de agendas. A ideia é que cada curso possa ser oferecido em diversos estados do Brasil, com os ajustes necessários por conta das especificidades de cada Núcleo.

Faremos alguns cursos já no primeiro semestre de 2015. A partir do segundo semestre, eles acontecerão com mais intensidade.

Público-alvo

Os cursos devem ter como público-alvo não apenas o associado típico da ABMS, especializado na área de Geotecnia. Mas é necessário chegar também ao profissional que não é especializado na área, uma vez que todas as obras de engenharia têm Geotecnia, ainda que nem todas tenham um engenheiro geotécnico.

A expectativa é que essa capacitação, com cursos bem montados e instrutores adequados, reflita-se na qualidade dos serviços geotécnicos em geral. Contamos com o apoio de todos, o estímulo dos associados e o engajamento de potenciais patrocinadores para que as iniciativas da Comissão de Educação produzam bons frutos. A ABMS dará assim mais um passo para fortalecer e qualificar a Geotecnia no Brasil.

Alexandre Duarte Gusmão
Secretário Executivo da ABMS


Comentários


Comissão de Educação irá aprofundar ação técnica da ABMS

  1. MOACYR SCHWAB MENEZES disse:

    Decisão oportuna, necessária e excelente.
    Este será também o primeiro passo no sentido de fundamentar e contribuir para a proposição, ao MEC, de uma revisão nos currículos e no ensino de graduação de disciplinas que envolvem a Geotecnia. Ênfase em aulas de campo.
    Estaremos contribuindo também para tornar realidade um sonho de Jaime Gusmão, cujo nome proponho, desde já, para esse projeto.
    Contem comigo para TUDO o que estiver ao meu alcance. Parabéns a Alexandre, àqueles que já participam desse projeto e a essa iniciativa da ABMS, que me fez lembrar dos cursos de pavimentação promovidos pelo IPR nas décadas de 60 e 70.

  2. ADRIANO FRUTUOSO DA SILVA disse:

    Acho muito importante essa iniciativa. Acho oportuno para discutirmos o ensino da geotecnia.

    Contem comigo!

    Parabéns!

  3. PARÀBÈNS GUSMÃO PELA BRILHANTE IDÉIA!
    DESSA FORMA ,ATRAVÈS DE UMA EDUCAÇÃO TÉCNICA CONTINUADA, ABRANGENDO ALÉM DOS ENGOS GEOTÉCNICO TEREMOS UM AVANÇO MAIS RÁPIDO NA ÁREA DE GEOTECNIA.GRANDE ABRAÇO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *