Comissões Técnicas são a alma da ABMS. E estão prontas para disseminar conhecimento, sustenta Carlos Medeiros

quinta-feira, 27 de abril de 2017 comentários

CarlosMedeiros-interna“As Comissões Técnicas são a alma da Associação. Nelas os geotécnicos se agregam em torno de um tema comum e discutem a essência da Geotecnia”. Assim Carlos Medeiros, coordenador das Comissões Técnicas da ABMS, define a importância desses grupos para a entidade e para a comunidade como um todo. O objetivo das Comissões é discutir e disseminar o conhecimento por meio de cursos, eventos e a elaboração de documentos com normativas e diretrizes. A ABMS conta hoje com nove Comissões Técnicas graças ao trabalho de Carlos Medeiros, que aceitou, em 2011, o convite de Arsenio Negro, então presidente da ABMS, para ficar à frente das Comissões Técnicas. No editorial de abril, Medeiros fala sobre a importância dessas comissões, das conquistas até aqui e dos próximos passos. Leia a íntegra.

 

“Recebi de Arsenio Negro, em 2011, a missão de criar novas Comissões Técnicas para a ABMS e estimular as que já existiam – duas, à época. O principal paradigma para tais comissões foi e ainda é a ISSMGE (Sociedade Internacional de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica), que conta com diversos Technical Committees para os mais variados assuntos. Baseei-me na Internacional para fomentar as comissões da ABMS. E, ao longo desses seis anos, conseguimos passar de duas para nove Comissões Técnicas.

comissoes-da-abmsOutra conquista foi o número de interessados em participar. Recentemente fizemos o cadastro dos associados ABMS nas comissões. Em 2011, havia cerca de 30 engenheiros em cada comissão. Hoje, o total ultrapassa 1.000 nomes, já que cada comissão conta com um número que varia entre 100 e 250 técnicos.

Esse notável crescimento mostra o interesse dos associados ABMS em temas específicos, correlatos à sua área de atuação. Mas não são apenas associados ABMS que podem fazer parte das Comissões Técnicas da entidade.

Qualquer engenheiro interessado nos assuntos pode integrar o grupo. Basta entrar em contato com a Associação. A única restrição envolve a Presidência da Comissão, que deve ser assumida sempre por um associado ABMS escolhido pelos membros daquela comissão.

Próximos Passos

Diversas Comissões Técnicas já vêm atuando em parceria com os Núcleos da ABMS em eventos e cursos. Alguns exemplos são a Cobrae, que acontece em novembro deste ano, que conta com a participação da Comissão Técnica de Taludes, e os cursos de extensão organizados periodicamente em conjunto pela Comissão Técnica de Fundações e pela Comissão Técnica de Ensaio de Campo.

Agora, com os grupos formados, é hora de reforçar o trabalho. Cada presidente vai determinar as demandas de cada área e formar grupos dentro das comissões para atuar em eventos, elaboração de documentos e o que mais for necessário.

Missão das Comissões Técnicas

O objetivo das Comissões é disseminar o conhecimento dentro e, principalmente, fora da ABMS. Somos uma entidade sem fins lucrativos que pode, de alguma forma, ajudar a sociedade. E a forma técnica de fazer isso é elaborando normativas e diretrizes para a melhor aplicação da engenharia em prol da sociedade – com maior segurança e melhores práticas.

E eu sou um facilitador das Comissões Técnicas junto à Diretoria Nacional da ABMS. Sinto-me muito gratificado com essa função, pois estou trabalhando na alma da Associação e crescendo muito tecnicamente com isso.

A ABMS conta com todos vocês para que as nossas Comissões Técnicas sejam cada vez mais fortes! Não deixem de participar das Comissões!

Carlos Medeiros
Coordenador das Comissões Técnicas da ABMS


Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *