Painel do Associado

Engenheiro paraibano Valdês Borges Soares morre aos 71 anos

terça-feira, 06 de agosto de 2019 comentários

O professor e engenheiro Valdês Borges Soares faleceu no dia 4 de agosto deste ano, deixando quatro filhos e quatro netos. Em seus quase 50 anos de carreira, o paraibano de Bananeiras recebeu honrarias como o troféu Engenheiro do Ano pelo Sinduscon-PB, em 2004, uma homenagem pelo conjunto de sua obra geotécnica, em 2014, durante o 4º Simpósio de Geotecnia do Nordeste e a Medalha de Mérito do Sistema Crea/Confea e Mútua, em 2018.

Com mais de 2 mil projetos de fundações executados em vários estados do Nordeste, o professor aposentado da UFPB teve uma vida dedicada à geotecnia nordestina. Em João Pessoa (PB), cerca de 80% das fundações dos prédios têm a assinatura e o trabalho de Soares. Tamanha dedicação lhe rendeu o título de Cidadão Paraibano, concedido pela Câmara Municipal de João Pessoa, que atribuiu ao trabalho do engenheiro grande parte do desenvolvimento econômico da cidade.

Seja como professor, palestrante ou engenheiro, ele disseminava a importância da engenharia geotécnica por onde passava. Na área acadêmica, publicou dezenas de artigos científicos no Brasil e no exterior. Lançou o livro “Estacas de compactação – melhoramento de solos arenosos com estacas de compactação”, em coautoria com seu filho Wilson Cartaxo Soares, doutor em Engenharia Civil e escreveu um capítulo do livro “Geotecnia no Nordeste”, com título “A Prática de Fundações na Paraíba”.

Valdês Borges Soares fundou ainda as empresas Concresolo Consultoria em Concreto e Solos Ltda. e Copesolo Estacas e Fundações Ltda., hoje levadas à frente por seus filhos, e a Academia Paraibana de Engenharia (Apenge).

Trajetória profissional

Professor da Universidade Federal da Paraíba (1974 – 1999), chefe do Laboratório de Solos do CCT – UFPB (1973 – 1976), chefe do Departamento de Engenharia Civil no Centro de Tecnologia da UFPB (1977- 1978), vice-diretor do Centro de Tecnologia (1978 – 1979), conselheiro do Crea Paraíba (1975-1978), engenheiro consultor do Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba – DER-PB (1978-1980), diretor do Centro de Tecnologia da UFPB (1979), membro do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFPB (1978), acadêmico titular fundador da Academia Paraibana de Engenharia – Apenge (2015).

A ABMS presta aqui suas condolências aos familiares e amigos deste grande profissional.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *