Eventos de lançamento técnico da Cobrae 2013 têm balanço positivo

quarta-feira, 24 de julho de 2013 comentários

Após viajar por cinco cidades em diferentes regiões do país para divulgar a 6ª Conferência Brasileira de Encostas (COBRAE 2013), a Comissão Organizadora do evento considera positivos os resultados dos lançamentos técnicos. “As palestras que fizeram parte dos lançamentos foram excelentes”, afirma a presidente do Núcleo Regional Rio de Janeiro da ABMS Anna Laura Nunes, que também integra a Comissão Técnica e a Comissão de Apoio Local da Conferência. “Nós demos grande abrangência aos problemas que vêm ocorrendo no Rio de Janeiro e mostramos a importância da Cobrae 2013”.

Contabilizando um público superior a 50 participantes em cada um dos lançamentos, as palestras apresentadas foram ministradas por membros da Comissão Organizadora e por representantes de empresas expositoras do evento. Eles discutiram e compartilharam com o público os problemas decorrentes das chuvas que afetam as várias regiões do Rio de Janeiro. “Na região serrana do Rio houve mais de três mil deslizamentos no ano passado e somente oito obras para prevenção foram orçadas e autorizadas pelas autoridades públicas. E dessas oito, apenas quatro foram concluídas”, conta Anna Laura. “Isso serve de alerta para mostrar ao público que a situação está longe de ser resolvida”.

Além dos palestrantes que viajaram para divulgar a Conferência, foram convidados também profissionais das regiões que receberam os lançamentos para falar sobre os problemas que a falta de políticas públicas na prevenção de desastres naturais acarretam em suas regiões, trocando assim informações e compartilhando o que tem sido feito nessas áreas.

Os lançamentos

Os eventos de lançamento foram realizados entre abril e julho de 2013. Os Núcleos Regionais que receberam os eventos de lançamento da Cobrae foram os Núcleos São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Santa Catarina, além do Núcleo Rio de Janeiro, que associado ao CBMR, Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas, organiza a Cobrae 2013. Já as cidades que receberam os lançamentos foram Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte e Joinville. No Rio de Janeiro, o evento de lançamento foi realizado no dia 11 de abril, no Clube de Engenharia, diante da presença de 70 participantes. Geotécnicos, engenheiros, professores e alunos de pós-graduação de universidades cariocas e de outros estados, além de representantes de órgãos governamentais responsáveis pela estabilização de encostas do município do Rio de Janeiro assistiram às palestras e discutiram casos de obras. A GeoRio participou do evento, representada por Ricardo D’Orsi, que apresentou o pioneiro  Plano de Gestão de Risco da Cidade do Rio de Janeiro. (Foto: participantes do evento de lançamento da Cobrae 2013 no Rio de Janeiro)
Em São Paulo, o lançamento ocorreu no dia 2 de maio com o apoio do Núcleo Regional São Paulo da ABMS.  O evento, que contou com a presença de profissionais da área de estabilização de encostas, alunos e representantes de órgãos governamentais, apresentou uma série de palestras técnicas, iniciadas pelo relato da situação atual no estado do Rio de Janeiro e a importância da realização da Cobrae 2013. Guilherme Pereira, diretor da Geomecânica e membro da Comissão Organizadora apresentou um relato impressionante das intervenções realizadas na cidade de Nova Friburgo. Cristina Schmidt da Huesker, Petrucio J. S. Jr. da Maccaferri e o presidente do Núcleo Regional Rio Grande do Sul (NRRG) da ABMS Felipe Gobbi, representante da Geobrugg, apresentaram soluções variadas para estabilização de encostas.  Alessander Kormann da Fugro In Situ finalizou o evento apresentando uma interessante palestra sobre instrumentação geotécnica de encostas. (Na foto: Anna Laura Lopes, presidente do NRRJ, durante sua palestra sobre a Cobrae 2013 realizada durante o evento de lançamento em São Paulo)

Salvador (BA) recebeu o evento de lançamento da Cobrae 2013 no dia 21 de maio. O encontro contou com diversas palestras, sendo elas: “Otimização de Projetos em Solo Grampeado”, ministrada pelo professor João Carlos Baptista Jorge, da Universidade Federal da Bahia; “Casos de recuperação de encostas com solo reforçado”, abordada por Eduardo Guanaes, representante da empresa Huesker Brasil; “Soluções estáticas para estabilização e segurança em encostas – Caso de obra”, ministrada pelo engenheiro Petrucio J. S. Junior, da Maccaferri América Latina; “Obras geotécnicas de proteção com soluções flexíveis: casos de obra”, ministrada pelo presidente do NRRG da ABMS e representante da empresa Geobrugg Brasil, Felippe Gobbi; e “Radar IBIS para monitoramento de encostas e minas a céu aberto”, ministrada pela presidente do NRRJ, Anna Laura Nunes.  O presidente do Núcleo Regional Bahia da ABMS, Hélio Machado Baptista, foi quem abriu o evento. (Foto: público do evento em Salvador)
Em Belo Horizonte (MG), o evento aconteceu no dia 11 de junho e contou com a presença de 90 pessoas. As palestras foram realizadas na Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais e receberam o apoio e a organização do Núcleo Regional Minas Gerais da ABMS. Estava presente entre o público um grande número de integrantes da Defesa Civil de Minas Gerais, que participaram ativamente das discussões. Sete palestras foram apresentadas durante o evento em Minas Gerais, incluindo as apresentações de interessantes casos de obras pelas empresas parceiras da COBRAE Fugro In Situ, Geobrugg, Huesker e Maccaferri. A Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (URBEL) também participou do evento, sendo representada por Luciane Campos, que apresentou o programa e modelo de gestão de risco geológico de Belo Horizonte. (Foto à direita: participantes do evento em Belo Horizonte; entre eles, representantes da Defesa Civil de Belo Horizonte)
O último destino foi Joinville (SC), onde a Comissão Organizadora da Cobrae e as empresas parceiras apresentaram o evento de lançamento da Conferência no dia 20 de junho de 2013. O público, contabilizado em 60 pessoas, assistiu às palestras na Associação do Comércio e Indústria de Joinville sob a organização local do Núcleo Regional Paraná/Santa Catarina da ABMS. Um dos destaques dessa edição foi a participação de Gilberto Luiz, da empresa AD Fiducia e Perícias de Engenharia, que apresentou um panorama dos acidentes ocorridos em Joinville. As empresas expositoras da Cobrae também participaram com suas palestras sobre casos de obras e intervenções geotécnicas. (Na foto: Gilberto Luiz, um dos palestrantes do evento)

Algumas das apresentações das palestras realizadas durante os eventos de lançamento estão disponibilizadas para download e podem ser acessadas clicando aqui.

 

A COBRAE 2013

Com o tema “Encostas – Uso e Abuso”, a 6ª Conferência Brasileira de Encostas, organizada pelo Núcleo Regional Rio de Janeiro e pelo Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas da ABMS, será realizada entre os dias 4 e 6 de outubro de 2013, na cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. O evento tem como principal objetivo apresentar o atual cenário de políticas públicas para prevenção de desastres naturais decorrentes das chuvas, além de discutir soluções técnicas e administrativas para evitar novas tragédias em relação a deslizamentos de encostas.
“Esse evento terá uma importância estratégica para todos os profissionais envolvidos em estabilidade de encostas; não só técnicos, mas também administradores e autoridades do poder público”, declara Anna Laura Nunes, presidente do NRRJ. “Nós percebemos, em função das tragédias que acontecem no Rio de Janeiro desde 2010, que as medidas adotadas pelo poder público em relação aos desastres, seja para recuperação ou para prevenção, não tem sido eficientes nem suficientes”. (Na foto: Anna Laura Nunes durante sua apresentação no evento de lançamento em Belo Horizonte)
De acordo com a presidente do Núcleo, autoridades públicas vão integrar as discussões, agregando ainda mais importância ao tema da Conferência. “A Cobrae é uma tentativa de mudar a forma de como foi estruturada as ações federais, estaduais e municipais em relação à estabilidade das encostas do Rio e à prevenção de desastres naturais, que vêm vitimando milhares de pessoas ao longo dos anos”.

O vice-presidente da ABMS e presidente da Comissão Organizadora da Cobrae 2013 escreveu editorial sobre o evento em maio. Confira aqui.

Para saber mais sobre a 6ª Conferência Brasileira de Encostas e garantir sua inscrição, clique aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *