Falece em São Paulo Sigmundo Golombek, ex-presidente da ABMS

sexta-feira, 11 de agosto de 2017 comentários

golombek_internaÉ com grande pesar que a ABMS comunica à comunidade técnica e a seus associados o falecimento do engenheiro Sigmundo Golombek, que presidiu a ABMS de 1972 a 1974.

Golombek, que faleceu em São Paulo, aos 93 anos, graduou-se em engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo em 1946. Foi aluno que se destacou pelo seu desempenho e talento durante toda a sua formação. Iniciou sua carreira na Geotécnica S.A., empresa de Odair Grillo, também ex-presidente da ABMS e outro grande nome da geotecnia.

Unindo talento, experiência e visão, Golombek fundou, em 1953, a empresa Consultrix – primeira empresa de consultoria de fundações do Brasil, ao lado de Ignacio Gerber e Eduardo Couso Jr.
A fundação do “Escritório de Consultoria de Fundações”, com então se chamava, foi um marco para a engenharia brasileira. Conseguindo gradualmente convencer as empresas construtoras de que o ideal era a contratação de uma consultoria independente, com projetistas especializados, Sigmundo Golombek criou um novo mercado.

“Não se discute mais a necessidade e importância das empresas de consultoria na área de fundações e contenções”, afirma o diretor da Consultrix e associado à ABMS, Milton Golombek, um dos cinco filhos de Sigmundo.

Golombek foi também professor da Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE) e lecionou por 19 anos na Universidade Mackenzie, além de ter sido professor de vários outros cursos na Escola Politécnica e na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Rigidez e competência

Rigor técnico, ética, competência e rigidez eram algumas das características do fundador da Consultrix. “Ele não admitia nada que fosse ‘mais ou menos’”, lembra Milton.

Sua postura exigente e comprometida com a qualidade do trabalho o transformou em um nome respeitado entre os colegas de profissão. “Em congressos técnicos, onde ativamente participava das discussões, sua palavra era indiscutível”, conta Milton.

E tinha paixão pelo que fazia. “Ele não tinha outro hobby que não fosse vir ao Escritório. As obras permaneciam em andamento mesmo aos fins de semana, e isso era conduta comum na Consultrix”, comenta o diretor.

“A engenharia geotécnica brasileira perde um de seus grandes nomes”, afirma Alessander Kormann, presidente da ABMS. “Golombek deixa um legado importantíssimo para a engenharia brasileira tendo criado a primeira consultoria independente em fundações e contenções. Além, claro do exemplo de trabalho e ética”.

Sigmundo Golombek deixa cinco filhos, 10 netos e 10 bisnetos. Será sepultado neste domingo, 13 de agosto, às 11h30, no Cemitério Israelita do Butantã, situado à Av. Eng. Heitor Antonio Eiras Garcia, 5.530 – Jardim Educandário, São Paulo.


Comentários


Falece em São Paulo Sigmundo Golombek, ex-presidente da ABMS

  1. Celso Sette disse:

    O Brasil perde um dos precursores da Geotecnia… Visão, ética, profissionalismo, marcou a historia do Dr. Golombek!

    Os nossos mais sinceros sentimentos à Família Golombek.

    Celso Sette
    Solotécnica Geotecnia e Fundações – Curitiba – Pr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *