Painel do Associado

Georreforços reúne 200 pessoas de diversos estados

sexta-feira, 19 de agosto de 2011 comentários

O Georreforços 2011 foi resultado de uma parceria entre o Núcleo São Paulo da ABMS e a Huesker, sócia coletiva da entidade. O encontro aconteceu no dia 18 de agosto, na capital paulista, e contou com quase 200 participantes vindos de diversos locais do país, como Rio de Janeiro, Goiânia, Espírito Santo e Minas Gerais. “Esta é uma iniciativa do Núcleo São Paulo de se aproximar dos sócios coletivos da ABMS”, explica Marcos Massao Futai, presidente do NSRP da ABMS. “Este já é o terceiro evento que promovemos em parceria com sócios coletivos”.
Foram cinco palestrantes, do Brasil, Alemanha e Holanda, que falaram sobre casos de obras e resultados de pesquisas. O primeiro a se apresentar foi o alemão Gerhard Bräu, professor da Universidade Técnica de Munique. Ele abordou “As novas recomendações alemãs para projetos com reforços geossintéticos com foco em aterros sobre solos moles”. Em seguida foi a vez de Márcio Almeida, professor titular da COPPE/UFRJ, que falou das “Soluções com uso de reforço de geossintéticos em solos muito moles”.

A holandesa Suzanne van Eekelen, gerente de pesquisa e desenvolvimento do Instituto Deltares, contou a “Experiência holandesa em aterros estaqueados: Projetos, execução e desempenho”. Após uma rodada de debates e um coffee break, o brasileiro Werner Bilfinger, diretor da Vecttor Projetos, abordou os “Aterros estruturados: casos de obras no Brasil”.

O alemão Dimiter Alexiew, diretor técnico da Huesker GmBh, encerrou as palestras com a apresentação sobre o “Estado da arte de soluções para fundações em solos moles com colunas granulares encamisadas”. O encontro terminou com mais uma rodada de debates, seguida por um coquetel oferecido aos participantes.

“Este tipo de evento é importante para que seja feita a divulgação do conhecimento  e das novas técnicas, já que o Brasil não conta com uma norma para aterros estaqueados”, lembra Futai. “E este é um dos grandes objetivos da ABMS – disseminar conhecimento técnico”.

Foto: Rogério Shiratori – Revista Fundações & Obras Geotécnicas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *