Painel do Associado

Integração entre entidades irá fortalecer associados

terça-feira, 01 de julho de 2014 comentários

A cooperação no âmbito institucional entre as entidades técnico-científicas traz benefícios para as próprias entidades e para seus associados. Esta é a opinião de Túlio Nogueira Bittencourt, presidente do IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto). Em editorial escrito para a e-ABMS, Bittencourt afirma que essa relação entre as entidades técnico-científicas pode não apenas ajudar na divulgação das atividades por elas desenvolvidas. Abre também caminho para possibilitar que os associados usufruam dos benefícios oferecidos pelas entidades parceiras. Ainda segundo o presidente, já está em andamento um acordo no sentido de instituir esta parceria entre IBRACON e ABMS. Mais detalhes na íntegra do editorial.

 

“É comum vermos, no Brasil, profissionais que se associam à determinada entidade técnico-científica, mas que não dispõem de recursos para manter outras associações que seriam também interessantes em sua área de atuação. Isso ocorre, por exemplo, com profissionais das áreas de infraestrutura e de energia. As obras dependem de diversas frentes, como materiais, projeto de fundação, geotecnia, projeto de estruturas, manutenção, monitoramento e tantas outras. E elas são representadas por associações distintas, como IBRACON, ABEF e ABMS, ABECE etc. É fundamental que essas associações estejam próximas umas das outras para transmitir aos seus associados informações sobre essas diversas áreas e suas conexões e interações.

Este é um passo importante que as entidades técnico-científicas precisam dar. O IBRACON, por exemplo, já tem parceria com a ABMS, a ABPE (Associação Brasileira de Pontes e Estruturas), a ASAEE (Associação Sul Americana de Engenharia Estrutural) e a ABECE (Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural). Mas ainda é preciso avançar, fazendo com que o associado de uma das entidades possa usufruir de benefícios em todas as parceiras, como promoções e descontos em eventos. O IBRACON e a ABMS já estão conversando para que essa parceria seja possível. Há interesse mútuo para que isso seja concretizado o mais rápido possível.

Por falar em eventos, vejo também a necessidade de ampliar o espaço oferecido a outras entidades nos eventos de cada associação. Palestras e debates com profissionais de diferentes áreas são fundamentais para complementar o conhecimento compartilhado. Para exemplificar com IBRACON e ABMS, o Geólogo Hugo Cássio Rocha, presidente do CBT, e o Prof. Marcos Massao Futai, ex-presidente do Núcleo São Paulo da ABMS, já participaram de congressos do IBRACON e enriqueceram muito o debate. Este ano, o Prof. André Assis, presidente da ABMS, estará presente ao 56º Congresso Brasileiro do Concreto, que acontece entre 7 e 10 de outubro em Natal, RN.

A principal atividade da entidade técnico-científica é disseminar o conhecimento técnico de forma isenta, sem envolver interesses outros alheios à pura atividade técnica. É fundamental ter autonomia para discutir determinados assuntos que podem não ser de interesse de algum setor, do ponto de vista econômico ou comercial, mas que são importantes para o aprimoramento e divulgação de novos recursos técnicos. Assim, buscamos promover institucionalmente um setor, que terá impactos dos pontos de vista econômico e comercial, mas também difundir ideias, conceitos, técnicas apropriadas para enfrentar os desafios de hoje e do futuro.

E é por isso que a parceria entre as entidades é um assunto tão relevante. Juntos, certamente conseguiremos melhorar a qualidade da nossa engenharia e proporcionar inúmeros benefícios aos nossos associados.

Até breve!

Túlio Nogueira Bittencourt
Presidente do IBRACON
Prof. Titular de Sistemas e Materiais Estrututais da POLI-USP


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *