Painel do Associado

Jacques de Medina e Willy Lacerda são homenageados em evento no Rio

quinta-feira, 14 de abril de 2016 comentários

willymedina-internaRealizado nos dias 17 e 18 de março, o evento que homenageou Jacques de Medina e Willy Lacerda, sócios eméritos da ABMS, reuniu cerca de 250 participantes no Rio de Janeiro. A ideia nasceu e foi colocada em prática pelo grupo de Geotecnia do Programa de Engenharia Civil da COPPE. Eles perceberam que as homenagens eram feitas apenas após a morte dos engenheiros e resolveram fazer diferente.

O grupo enviou uma carta a todos aqueles que se tornaram mestres e doutores na Geotecnia da COPPE pelas mãos de Medina e Lacerda. O objetivo era que os ex-orientandos enviassem um artigo ou, se não fosse possível, ao menos reservassem a data para a homenagem.

Os artigos enviados resultaram em dois livros – um sobre Lacerda e outro sobre Medina. Cada livro conta com três partes. A primeira conta a história de cada um, o desenvolvimento, como entrou na Geotecnia, como chegou à COPPE. Na segunda estão artigos marcantes assinados pelos homenageados e publicados em congressos e seminários. E a terceira é formada por artigos que marcaram avanços ou tomada de posição na Geotecnia assinados por doutores orientados por Medina e Lacerda. Os livros contam parte da história da Geotecnia brasileira e a contribuição destes dois grandes nomes. As obras foram patrocinadas pela Geobrugg.

Homenagem e emoção

“Jacques de Medina e Willy Lacerda, ao longo de suas carreiras, sempre atuaram – e continuam atuando – em todos os objetivos presentes no estatuto da ABMS”, afirma Rogério Feijó, vice-presidente do Núcleo Rio de Janeiro da ABMS que representou a entidade na abertura do evento. Dentre os objetivos da ABMS estão conjugar os profissionais e acadêmicos que atuam na área de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica, representar e colaborar com associações internacionais, estimular a pesquisa científica e tecnológica, entre outros. Acesse aqui o estatuto completo.

“A ABMS e a geotecnia brasileira têm muito a agradecer a estes dois mestres. São grandes exemplos a serem seguidos”, ressalta Feijó. “E, por isso, eventos como este devem sempre ser apoiados pela nossa associação”.

“Foram momentos de muita alegria. Nós éramos, eu entre eles, mais de 200 mestres e doutores orientados por willymedina-plateiaMedina e Lacerda”, conta Luciano Jacques de Moraes Junior, vice-presidente da ABMS e ex-orientando de Willy Lacerda.

Na manhã do primeiro dia, os dois homenageados deram seus depoimentos. Eles contaram os percalços, como conseguiram encontrar pessoas para apoiar, ajudar e abrir portas para que a Geotecnia da COPPE crescesse. “Foi o momento mais emocionante do evento, sem dúvida”, lembra Luciano.

A tarde seguinte e a manhã do dia 18 foram dedicadas à apresentação de trabalhos dos mestres e doutores formados pelos homenageados. E o evento foi concluído com uma visita ao laboratório de Geotecnia da COPPE, idealizado e realizado por Medina, Lacerda e Dirceu Velloso, ex-presidente da ABMS falecido em 2005.

“O evento foi o ponto alto de 2016 até aqui. Uma forma de agradecer a esses dois grandes nomes por tudo o que eles fizeram pela Geotecnia da COPPE e pela Geotecnia brasileira”, conclui o vice-presidente da ABMS.

Fotos: Marcos Fritzen


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *