Painel do Associado

Marcos Lima Verde Guimarães deixa legado de competência e solidariedade

quinta-feira, 11 de março de 2021 comentários
Marcos Lima Verde Guimarães, da MAG Projesolos Engenheiros Associados

Associado à ABMS, Marcos Lima Verde Guimarães era diretor da MAG Projesolos Engenheiros Associados. Faleceu na noite do dia 6 de março, aos 83 anos, vítima de complicações cardíacas. Profissional experiente na área de barragens, é também lembrado por sua facilidade em fazer amigos e por sua personalidade generosa e solidária.

Formou-se em engenharia civil em 1964, na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atuou por muitos anos em obras de barragens pela Camargo Corrêa antes de fundar a MAG Engenheiros Associados, em 1969, ao lado do engenheiro Mauri Gotlieb, com quem estudou durante a graduação.

Na academia, Guimarães e Gotlieb foram assistentes do professor Alberto Henriques Teixeira, grande nome da geotecnia nacional, na Faculdade de Engenharia da Universidade Mackenzie, em São Paulo. A experiência no magistério os levou a lecionar por mais de vinte anos na instituição, conta Gotlieb. Depois do Mackenzie, passaram a dar aulas na FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado por vários anos.

Parceria de décadas

Amigos de longa data, Gotlieb conta que a sociedade surgiu a partir de uma oportunidade oferecida a ele para assumir uma grande obra. “Mas eu precisaria de ajuda”, conta Mauri Gotlieb. O convite a Marcos Guimarães para atuarem juntos logo foi aceito. Surgiu, então, a MAG Engenheiros Associados, batizada com as iniciais dos nomes de seus fundadores.

A parceria durou por 20 anos. O encerramento da sociedade aconteceu de forma amigável em 1989, quando Mauri Gotlieb fundou a MG&A Consultores de Solos.

“Marcos era um excelente profissional, muito sério, responsável e competente”, conta o engenheiro, que acredita que sua qualidade técnica também é resultado dos anos dedicados à magistratura. “Essa é uma carreira que nos instiga a sempre nos aprimorar. E ele era muito bom nisso”.

O amigo Marcos Lima Verde Guimarães

Gotlieb conta que Marcos era querido por todos os colegas da faculdade e fazia amigos rapidamente. Festivo, gostava das confraternizações e participava dos jantares anuais com seus antigos colegas de faculdade.

Sua presença também era facilmente notável, muito por conta de seus 1,85m de altura e sua voz forte. “Mas ele tinha um coração mole, ajudava todo mundo. Era muito solidário, muito generoso”, conta o engenheiro.

Outra característica marcante de Marcos Lima Guimarães era a sua lealdade aos amigos. “Ele era um amigo leal, um ótimo amigo. Era assim não só comigo, mas com todos”, lembra Gotlieb.

Com sua partida, Marcos Lima Verde Guimarães deixa um grande legado, de conhecimento técnico e de valores humanos entre seu círculo de amigos, colegas e ex-alunos. A ABMS lamenta profundamente a perda deste grande engenheiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *