Painel do Associado

Melhorias na revista Soils and Rocks

quinta-feira, 04 de setembro de 2014 comentários

Editor da Soils and Rocks desde o início de 2014, Waldemar Hachich, professor Titular de Engenharia Geotécnica da Escola Politécnica da USP e ex-presidente da ABMS, fala neste editorial sobre seus planos para o futuro da revista, uma iniciativa conjunta da ABMS e SPG (Sociedade Portuguesa de Geotecnia). Na pauta das prioridades de Hachich à frente da revista estão itens como o esforço para manter a regularidade das edições, a redução do tempo entre submissão e publicação dos textos, foco na qualidade dos trabalhos, gestão eletrônica dos artigos e inclusão da Soils and Rocks em indexadores científicos internacionais. Leia a íntegra do editorial.

“Exercer a função de editor da Soils and Rocks é uma honra para mim. Trata-se de uma oportunidade única de estar em contato com tudo o que há de melhor em termos de pesquisa e aplicação profissional na área da Geotecnia. Isso é algo muito estimulante.

No momento, a principal prioridade é com a regularidade da revista, fazer com que cada número saia no prazo. Estamos conseguindo manter essa regularidade: o 37-2 (maio-agosto) já está no prelo e disponível para os associados no sítio web da ABMS.

Outro objetivo importante é que o tempo entre a submissão do artigo por parte do autor e a publicação na revista seja reduzido. Já esteve em 16 meses ou mais, mas o esforço de vários editores conseguiu reduzi-lo a cerca de 10 meses. Por uma séria de circunstâncias favoráveis, os artigos do 37-2 tem tempo médio de publicação de 7 meses. A meta é que nenhum autor tenha que esperar mais do que seis meses para ver seu artigo publicado. Isso depende muito do empenho do corpo editorial da Revista, mas também dos próprios autores nas revisões solicitadas.

Manter a alta qualidade dos artigos publicados é outra prioridade. O processo de revisão começa com uma triagem preliminar com foco basicamente na forma; se houver problemas, solicita-se que o autor efetue rapidamente as correções. Em seguida o manuscrito é enviado para três revisores, selecionados de acordo com o tema, de preferência dentre os membros do Comitê Editorial. Eles me devolvem com seus pareceres e uma recomendação: aceitar, aceitar com modificações, ou rejeitar. Elaboro, então, um parecer, considerando as ideias dos três revisores, e devolvo ao autor. Quando há modificações sugeridas, o autor tem um prazo de um mês para implementá-las. A versão final é enviada ao coeditor da Soils and Rocks, o professor Manuel Matos Fernandes, da Universidade do Porto, o qual pode pedir correções adicionais ao autor, ou liberar o artigo para a diagramação. Todo esse processo visa manter e aprimorar a qualidade da publicação, que se almeja colocar no mesmo nível de outros periódicos internacionais da área geotécnica.

Outro ponto fundamental é a gestão eletrônica da revista. Todo o fluxo de artigos acima descrito ainda é efetivado por e-mails e controlado por meio de banco de dados atualizado manualmente a cada nova situação. Teremos uma reunião em setembro, durante o Cobramseg 2014, em Goiânia (GO), para tomar decisões no sentido de implantar, até o fim de 2014, um sistema eletrônico de gestão de artigos que funcione à semelhança daquele já utilizado pela Revista Geotecnia.

Mas a grande meta, que responde a um anseio de toda a comunidade geotécnica do Brasil e de Portugal, é promover a indexação da revista em um dos índices internacionais, para dar mais prestígio e visibilidade aos artigos publicados na Soils and Rocks. Todos os objetivos anteriormente mencionados — regularidade, agilidade, qualidade — são requisitos indispensáveis para que a Soils and Rocks possa pleitear essa indexação. Só dessa forma a Revista integrará a listagem das revistas consideradas de melhor qualidade e os artigos nela publicados constarão dos bancos de dados mais consultados por pesquisadores e profissionais de todo o mundo.

Consequentemente, ao mesmo tempo em que cuidamos dos pré-requisitos, estamos procurando obter todas as diretrizes dos organismos de indexação. Acredito que estamos no caminho certo.

Números especiais

Temos quatro números especiais da Soils and Rocks programados para os próximos 18 meses. Os temas serão: Ensaios de Campo, Solos Não-Saturados, Escorregamentos de Encostas, e o Congresso Pan-Americano de Buenos Aires (2015).

Os números especiais são compostos por trabalhos apresentados em eventos importantes da área geotécnica. Como a Soils and Rocks só publica artigos inéditos, exige-se que o trabalho não tenha sido publicado nos anais do evento, ou então que o autor complemente o texto, tirando proveito das menores restrições de espaço, para trazer à luz uma contribuição efetivamente inédita.

Aproveito este Editorial para deixar uma palavra de estímulo à nossa competente comunidade geotécnica — da ABMS e da SPG — para que se aproprie intensamente da nossa revista: submetendo muitos artigos, emitindo pareceres rapidamente, respeitando prazos de correções e revisões. Conto com todos vocês.”

Soils and Rocks

Editada pela ABMS e SPG, a revista tem periodicidade quadrimestral e publica trabalhos na área de Engenharia Geotécnica, visando divulgar conhecimentos e pesquisas acadêmicas e aplicadas à prática profissional no meio geotécnico.

Waldemar Hachich
Editor da revista Soils and Rocks


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *