Painel do Associado

No segundo dia, WebGeo recebe especialistas para falar de investigação geotécnica

quinta-feira, 17 de setembro de 2020 comentários

O segundo dia do Simpósio Digital de Geotecnia da ABMS (WebGeo) contou com o acesso simultâneo de mais de 260 participantes. A Sessão Técnica 2, realizada no dia 16/9, recebeu três especialistas da área de Investigação Geotécnica. Heraldo Luiz Giacheti, professor na Unesp/Bauru, Edgar Odebrecht, representante da Geoforma, e Marcos Tanaka Riyis, professor de pós-graduação do Centro Universitário SENAC – Santo Amaro. O engenheiro Ian Martins, da Coppe UFRJ, foi quem presidiu a sessão. Luís Edmundo Campos, da UFBA, foi o moderador da live.

A palestra do geotécnico Heraldo Giacheti abriu a Sessão Técnica 2, abordando a Investigação geotécnica e geoambiental. Na sequência, Edgar Odebrecht representou a Geoforma no Caso de Obra 3, falando sobre a Interpretação de resultados em solos não convencionais. E Marcos Tanaka Riyis finalizou mostrando a importância da Investigação para remediação de áreas contaminadas.

Giacheti iniciou sua apresentação relembrando palestra feita em 2006, quando era presidente da Comissão de Ensaio de Campo. Comparou a evolução durante esses 14 anos das técnicas utilizadas no “Ensaio de Campo na investigação geotécnica geoambiental”. O geotécnico comentou sobre a importância da investigação em obras técnicas ambientais, deu exemplos de problemas na geotecnia e destacou as mudanças técnicas de campo disponíveis para investigação.

Seguindo a programação, Odebrecht brincou que o Caso de Obras 3 complementou a palestra da Sessão Técnica 2. Com o tema “Interpretação de resultados em solos não convencionais”, Edgar apresentou os tipos de solos não convencionais e os saturados. Ele articulou que para os solos não convencionais deve haver muita cautela de interpretação dos ensaios de campo e laboratório. Já os não saturados têm a necessidade de avaliação da sucção para a correta avaliação e interpretação dos resultados dos ensaios de campo. Além disso, também comentou as novidades para o setor. 

Tanaka teve uma apresentação dinâmica sobre a “Investigação para remediação de áreas contaminadas”, no Caso de Obra 4. Jovem geotécnico, ele recebeu vários elogios dos colegas palestrantes que dividiram a live com ele, e nos comentários do chat de engenheiros com vasta experiência. Tanaka mostrou os modos utilizados para fazer a investigação de área contaminada e apontou quais podem ser as consequências caso o cliente não queira fazer uma investigação correta na obra.

Ao final, os palestrantes debateram as questões levantadas pelos internautas no momento da mesa-redonda. O público parabenizou as excelentes apresentações da Sessão Técnica 2. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *