Painel do Associado

Nova sede é conquista histórica da ABMS

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 comentários

Marco na longa trajetória da ABMS, o ano de 2013 não será facilmente esquecido. Foi este, afinal, o ano em que Associação conquistou a sua sede própria – um sonho acalentado por várias gerações de geotécnicos. Um desafio superado por todos os que seguimos unidos nesta entidade. Uma vitória de muitos e de cada um – inclusive daqueles que a imaginaram antes e não chegaram a ver o sonho realizado.

Todos os que nos antecederam souberam construir o patrimônio intangível da ABMS, que é a sua reputação, o seu legado técnico e científico, a sua contribuição para o desenvolvimento da mecânica dos solos e da engenharia geotécnica em nosso país. E é este patrimônio intangível que agora ganha corpo, cor, consistência, forma e conteúdo.

Se a sede era um desafio antigo a ser superado, há novos desafios que se apresentam à nossa frente. O presente exige da ABMS uma gestão moderna, eficaz, ágil, atraente para as novas gerações de associados, apta a usar as novas tecnologias, pronta para mostrar-se vibrante no debate público dos temas que lhe competem, ciente da importância dos novos meios e ferramentas de comunicação.

Para vencer esse novo desafio, estamos preparando uma estrutura administrativa mais moderna eeficiente. Investiremos em pessoas, recompondo o quadro da Secretaria da ABMS, aplicando recursos em treinamento e motivação profissional. Esperamos assim ter um serviço de apoio de acordo com as nossas necessidades e digno de nossos associados. Teremos uma sede à altura da comunidade geotécnica brasileira.

É importante ressaltar, no entanto, que a compra da nova sede foi toda estruturada durante a gestão da Diretoria anterior, que fez um trabalho competente e minucioso, envolvendo estudos de alternativas discutidas exaustivamente no Conselho da ABMS.

Nosso desafio foi escolher o imóvel. E para isso contamos com a ajuda inestimável do Conselheiro Frederico Falconi, a quem agradecemos pelo empenho e dedicação. Tivemos ainda que acertar as bases financeiras do investimento, que foram compartilhadas entre a Nacional, os Núcleos e Comitês, processo que exigiu conversas e acertos. Ao final, saímos todos fortalecidos e unidos para atingir este objetivo comum.

A expectativa é que a mudança se concretize em março de 2014. A principal meta da ABMS para o próximo ano é preparar a nova sede. Mas ainda há muito trabalho pela frente para que isso aconteça, inclusive com a reforma e a aquisição do mobiliário. Contaremos para isso com o apoio financeiro de nossos associados corporativos.

Projetos de 2013

Começamos o ano discutindo projetos importantes para a associação. Destaco a Biblioteca Virtual, que é a disponibilização de todo o acervo técnico-profissional da ABMS ao público em geral. Estamos convencidos de que a Biblioteca Virtual deverá produzir impacto muito positivo na Associação, contribuindo também para disseminar sua atuação junto ao público externo.

Pretendemos, além disso, criar um núcleo da ABMS dedicado a promover cursos de curta duração (16 horas) sobre tópicos específicos de interesse dos profissionais geotécnicos, não necessariamente especialistas.

Tivemos, infelizmente, algumas frustrações. A consolidação de nosso sistema administrativo, que deveria integrar todos os dados dos associados e disponibilizar relatórios de interesse das diversas instâncias da ABMS, de fato não ocorreu. Isso gerou diversos problemas, perdas de informação e tempo. Houve ainda ataques de hackers às mais diversas interfaces que temos com a web. Enfim, temos ainda um longo caminho pela frente, que será percorrido com garra e determinação para que alcancemos nossos objetivos.

Eventos Regionais

De acordo com o planejamento estratégico da ABMS, nos anos ímpares são realizados os eventos regionais e, nos anos pares, eventos de envergadura nacional. Isso possibilita que, nos eventos regionais, haja discussões de assuntos mais locais, que funcionam como estímulos ao surgimento de novas lideranças que poderão ser levadas mais tarde para o âmbito nacional. Os eventos regionais da ABMS são fundamentais para o crescimento da base de nossa associação e consolidação da Geotecnia no plano regional.

Diversos eventos foram realizados em 2013. E todos eles obtiveram grande sucesso de público e de interesse técnico. O número de participantes diz muito quanto à força desses encontros técnicos:  GeoCentro (Cuiabá), 280 participantes; GeoRS (Santa Maria), 650: GeoSul (Criciúma), 200; GeoNO (Belém), 330; GeoNE (Fortaleza), 300.

Tivemos ainda o Workshop sobre Martelos de Cravação (Belo Horizonte), com 180 participantes (foto à esquerda), e o GeoCaruru, em Salvador. Vale destacar a Cobrae, que reuniu um número recorde de 500 participantes em Angra dos Reis (RJ) e também a Palestra Milton Vargas da ABMS, ministrada de forma esplêndida pelo Conselheiro Luciano Jacques de Moraes, em 11 locais diferentes (um recorde), reunindo uma plateia total de mil pessoas.

Destaco, por fim, o GeoNO que foi o primeiro evento organizado pelo recém-criado Núcleo Regional Norte da ABMS. Todo este conjunto de atividades nos mais diversos cantos do país mostra a força regional da ABMS.

Associados ABMS

Tivemos em 2013 um crescimento significativo no número de associados da ABMS, da ordem de 30% no geral, e de alguns núcleos e comitês, com quase 50%, com destaque para o CBT, CBMR e NRMG. Iniciamos, ainda de forma tímida, uma campanha de novos sócios, que pretendemos reforçar em 2014, com foco nos jovens geotécnicos e recuperação de ex-associados. Queremos repetir em 2014 a taxa de crescimento de 2013. É factível, no entanto, pensar num marco mais ousado, que seria multiplicar por dois o número de associados. Falamos sempre que temos cerca de 6.000 profissionais geotécnicos no país e o nosso número de associado está em torno de 1.400, ou seja, algo como 25% do nosso mercado.

Aproximar a ABMS dos jovens geotécnicos é também uma questão estratégica de nossa associação para garantir o seu futuro. O Congresso de Jovens Geotécnicos já vem sendo realizado em diversas edições. Mas é preciso fazer mais. Estamos focando em duas frentes.

Uma dessas frentes é a criação de um congresso de ensino em Geotecnia, com apresentação de trabalhos dos estudantes de graduação e pós-graduação. Será um evento barato, simples e eficiente, realizado em universidades.

A outra frente é criar representantes de jovens geotécnicos em nossas universidades, com o objetivo de aproximar a associação daqueles que serão os futuros profissionais geotécnicos do país. Queremos estabelecer uma comunicação direta com eles, para entendermos suas demandas e integrá-los o mais rápido possível às atividades de nossa associação, através, por exemplo, da participação deles nas comissões técnicas.

Comissões Técnicas

O acompanhamento sistemático de nossas Comissões Técnicas também fez parte dos objetivos alcançados em 2013. Queremos seguir em 2014 incentivando as Comissões a chamar para si a liderança técnica da associação, através da promoção de eventos, da criação de documentos de referência, da elaboração de diretrizes de boa prática relativa a tópicos específicos de natureza técnica.

Metas para o próximo ano

Um dos desafios é o sistema administrativo, sua consolidação e estabilidade funcional, bem como de nossas interfaces com a web. Feito isso, vamos em seguida concretizar nossa Biblioteca Virtual e torná-la disponível ao público em geral, fazendo de nossa página web um grande portal da Geotecnia, referência para toda a comunidade brasileira. Queremos com isso ser uma associação mais competente, mais eficiente e que atraia cada vez mais associados individuais e corporativos. Temos ainda muito a oferecer e muito mais a crescer.

Eventos de 2014

Teremos em 2014 dois eventos de peso e de grande complexidade. O ITA WTC 2014 é um evento anual, que ocorre alternadamente na Europa e em outros países não europeus, que pela segunda vez ocorrerá no Brasil. Espera-se em torno de 1.200 participantes e uma grande exposição técnica, com representantes da toda a indústria tuneleira internacional. Para se ter uma ideia do impacto deste evento, tivemos a submissão de mais de 600 resumos, o que é um recorde dentre os 40 eventos já organizados pela ITA. A exposição técnica e as cotas de patrocínio também já foram completamente comercializadas. O evento será em Foz do Iguaçu (PR), em maio de 2014.

Há ainda o Cobramseg, que se realizará em Goiânia (GO), em setembro de 2014. Serão, na verdade, quatro eventos em um: o Congresso de Jovens Geotécnicos, o Luso-Brasileiro, o Simpósio Brasileiro de Mecânica das Rochas e o Cobramseg em si. Este conjunto de eventos tem reunido nas últimas duas edições mais de 1.000 participantes. Para 2014, a expectativa é muito otimista. A área de exposição já está inteiramente comercializada. Vale destacar também que o evento será prestigiado com uma reunião do Board da ISSMGE e dos presidentes das associações nacionais da América Latina, além da presença do presidente da ISRM.

Representatividade internacional

Este é um momento muito especial para a Geotecnia do Brasil. Temos representantes brasileiros na alta direção de três grandes associações ligadas à engenharia geotécnica. Na ISSMGE, Jarbas Milititsky (foto à esquerda), ex-presidente da ABMS, é o vice-presidente para a América Latina. A ISRM será presidida por Eda Quadros (foto à direita) a partir de 2015. E na ITA Tarcísio Barreto Celestino(foto à esquerda, abaixo), ex-presidente do CBT, é o vice-presidente.

Se por um lado isto representa uma grande honra para nós, por outro temos que construir uma ação coordenada para que todos os nossos representantes possam ter condições plenas de exercer suas funções, trazendo frutos para o país. Temos que ter uma interação mais direta e próxima com os diversos países do mundo, aumentando assim a exposição do Brasil no mercado geotécnico.

Como resultado prático da forte presença brasileira nas entidades técnicas internacionais, conseguimos trazer o ITA WTC 2014 para o Brasil. E estamos nos candidatando, com boas chances de êxito, para sediar o Congresso Internacional de Ensino em Geotecnia (2016), o Congresso Internacional de Túneis em Maciços Brandas – em conjunto com o TC-2014 da ISSMGE (2017) – e também o Congresso Internacional de Mecânica das Rochas (2019).

Todo esse conjunto de iniciativas mostra a força e a capacidade de atuação da ABMS e de seus associados. Mas os desafios são crescentes. Haveremos de vencê-los com a força da nossa união. Contamos com o apoio de toda a comunidade geotécnica para que possamos seguir trabalhando pela melhoria da nossa associação e em prol do desenvolvimento do Brasil.

Boas festas a todos!

André Assis
Presidente da ABMS


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *