Núcleo Nordeste foca em disseminar conhecimento, apoiar os associados e realizar eventos

quarta-feira, 01 de fevereiro de 2017 comentários

ricardoseverointernaO Núcleo Nordeste da ABMS inicia o biênio 2017-2018 com grandes planos. “O objetivo principal é buscar uma aproximação mais intensa com os associados individuais e coletivos”, declara Ricardo Severo, engenheiro civil que preside o Núcleo (foto). “Devemos apoiar, nesse momento de crise, os associados e contribuir para que a qualidade da geotecnia praticada no país siga sempre de alto nível”.  A Diretoria iniciou os preparativos do 5º Simpósio de Geotecnia do Nordeste (GeoNE 2017), que será realizado em Maceió (AL) nos dias 16 e 17 de novembro.

O evento terá seis sessões técnicas sobre temas variados: fundações, estabilidade de encostas, geotecnia ambiental, pavimentação, obras de terra, infraestrutura e outros. “A novidade ficará por conta do tema Gestão de risco em casos de desastres naturais –  focado nos deslizamentos e inundações, que também será abordado no evento”, adianta Severo. “A abordagem desse tema é uma inovação importante que traremos para o GeoNE2017”. A tradicional Conferência Jaime Gusmão Filho também fará parte dessa edição.

Além do principal evento do Núcleo, serão realizados outros minicursos e palestras nas cidades-polo da região. “O Nordeste é uma região extensa do ponto de vista geográfico, o que torna mais complexa a ideia de realizar eventos por toda a região”, explica o presidente. “No entanto, fizemos esse trabalho ao longo de várias gestões e conseguimos disseminar conhecimentos pelos vários estados”. O plano, segundo ele, é continuar nesse caminho.

Outra ambição do Núcleo é trazer grandes eventos nacionais e internacionais para o Nordeste. “Queremos nos organizar para trazer, em um futuro próximo, a Conferência Brasileira de Encostas (Cobrae) para o Nordeste, além de eventos internacionais. Com um bom planejamento, já demonstramos que somos capazes de fazer ótimas edições desses eventos”.

Livro “Geotecnia no Nordeste”

Uma nova edição do livro Geotecnia no Nordeste também faz parte dos planos do Núcleo. “O livro atualmente encontra-se esgotado devido à alta procura”, declara Severo. “Quanto a isso, temos dois objetivos: O primeiro é lançar a terceira edição da obra já editada para suprir a atual demanda. Já em um segundo momento, pretendemos lançar o volume 2 do livro, que será uma obra com novos capítulos, novos autores e também autores participantes do primeiro volume, abordando áreas da geotecnia que ganharam importância no decorrer dos últimos tempos”, comenta.

Experiência

Atingir esses objetivos exige conhecimento e experiência – o que não será um problema para o Núcleo Nordeste. Ricardo Severo fez parte da Diretoria do Núcleo por seis anos, tendo atuado como tesoureiro e secretário-geral. “Como membro do Núcleo durante esse período, tive a oportunidade de acompanhar e participar da organização das edições do ISC’4, evento internacional realizado pela primeira vez no hemisfério sul, 1º, 2º e 3º GeoNE e do XVI Cobramseg realizado em Porto de Galinhas – PE, além de participar de todasas atividades do núcleo nesse período. A experiência nessas funções, acredito, irá me ajudar muito como presidente. Sinto-me pronto para enfrentar os desafios e apoiar os colegas da diretoria na tarefa de gerir o NRNE.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *