Painel do Associado

Palestra de Carlos Carranza reúne 100 participantes em São Paulo

quarta-feira, 02 de outubro de 2013 comentários

A convite de Tarcísio Barreto Celestino, professor da USP São Carlos e ex-presidente do Comitê Brasileiro de Túneis da ABMS, o professor Carlos Carranza-Torres, professor da Universidade de Minnesota, chega ao Brasil para participar de uma banca de doutorado. Aproveitando a presença de um profissional deste gabarito, o CBT e a Escola de Engenharia de São Carlos da USP se uniram, com o apoio do Metrô de São Paulo e do CBMR (Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas da ABMS), para compartilhar a experiência de Carlos Carranza na palestra “A estabilidade de túneis rasos em solo usando métodos analíticos e numéricos”. O encontro aconteceu no dia 26 de setembro de 2013, no auditório do Metrô de SP, e contou com a presença de 100 profissionais e estudantes da área de túneis.

Com auditório lotado, Carranza apresentou exemplos de colapsos em túneis rasos e falou detalhadamente sobre métodos computacionais e físicos para a estabilidade de túneis mostrando exemplo de estudos já realizados. O professor apresentou ainda um modelo para estimar as condições de estabilidade de túneis rasos. Para acessar a palestra, clique aqui.

“A palestra foi uma excelente oportunidade de reunir grandes profissionais da área de modelagem para ouvir a experiência de Carlos Carranza”, destaca Hugo Cássio Rocha, presidente do CBT. “Além disso, foi bacana poder fazer esse trabalho conjunto entre CBT e Metrô, que sempre apoiou as iniciativas do Comitê”.

Carlos Carranza, que não visitava o Brasil há 20 anos, ficou impressionado com o nível de desenvolvimento do país, especialmente na área de túneis. “O Brasil está muito à frente de vários países da América Latina. Vejo o país como uma potência econômica e tecnológica”, ressalta o professor.

UniMetro

A palestra de Carlos Carranza-Torres fez parte do Programa de Inteligência Corporativa (PIC) do Metrô de SP, um programa da universidade corporativa da Companhia – UniMetro. Cláudia Zanatta é analista de desenvolvimento de gestão da UniMetro e explica que este programa é uma maneira de estimular e promover a troca de conhecimento ente as mais diversas áreas da empresa. “De acordo com as atividades que estão desenvolvendo, cada gerência sente as suas necessidades e, a partir daí, trazemos profissionais renomados naquela área para dividir e ampliar o conhecimento da comunidade metroviária”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *