Palestra Milton Vargas conta com aproximadamente 230 participantes em Brasília

quarta-feira, 29 de novembro de 2017 comentários

O Núcleo Centro-Oeste da ABMS recebeu a 13ª Palestra Milton Vargas, com o tema Quebrando Paradigmas na Engenharia de Fundações, ministrada pelo professor e engenheiro Luciano Décourt. A palestra aconteceu no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (CREA), em Brasília, no dia 21 de novembro. O evento teve a participação de aproximadamente 230 pessoas.

Segundo o presidente do Núcleo Centro-Oeste, Luciano Fonseca, o evento foi bom, mas o tempo para abordar todos assuntos foi curto. “O tema fundações profundas, que gerou muita expectativa, não teve tempo de ser abordado, foi uma pena. Ficou o gostinho de queremos mais”.

O presidente ainda comentou a importância de ter Luciano Décourt como palestrante. “Décourt é uma pessoa muito respeitada por todos, uma referência nacional no tema Fundações, o que despertou o interesse de muitas pessoas”. Luciano Fonseca completou dizendo que eventos como esse têm que ser aproveitados pela comunidade, pois são oportunidades dos engenheiros experientes divulgarem seu legado ao público mais jovem.

Veja aqui a galeria de fotos do evento.

Lançamento

O Núcleo aproveitou a ocasião para fazer o lançamento do livro “Erosão em Borda de Reservatório”. Publicação da Universidade Federal de Goiás (UFG) em parceria com FURNAS e a Universidade de Brasília (UnB) , que foi publicado com o apoio do Núcleo Centro-Oeste da ABMS, que traz como tema o meio ambiente e principalmente as bordas dos reservatórios. O livro é direcionado para estudantes, profissionais e pesquisadores que atuam na área de obras, projetos ou pesquisas sobre reservatórios.

“Acredito que o lançamento do livro incentivou ainda mais a presença da comunidade geotécnica local”, disse Luciano Fonseca.

Agradecimento

“Queremos agradecer à diretoria nacional pelo empenho e dedicação de levar adiante a Palestra Nacional Milton Vargas. Sabemos de todas as dificuldades, tanto econômicas, quanto de logística, mas a vontade de transmitir conhecimento é maior. E transmitir conhecimento é um dos pilares da ABMS”.

“Gostaria também de agradecer ao palestrante. Sabemos que todo esse tour não é fácil. As distâncias são longas, o desgaste físico é grande, mas a força de vontade é maior. Parabéns!”, concluiu o presidente do Núcleo, Luciano Fonseca.


Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *