Painel do Associado

Presidentes da Sociedade Portuguesa de Geotecnia participam de Seminários da PUC-Rio em novembro

quarta-feira, 28 de outubro de 2015 comentários

EngenhariaO presidente da Sociedade Portuguesa de Geotecnia (SPG), engenheiro José Luís Machado do Vale e o ex-presidente da entidade, engenheiro e professor António Gomes Correia, estarão na PUC-Rio, em novembro, para palestrar sobre importantes temas da geotecnia: “Geomembranas em Obras Hidráulicas” e “Otimização da terraplenagem para uma construção sustentável”, respectivamente. As palestras, que são gratuitas, fazem parte do programa Seminários Comemorativos de 50 anos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da PUC-Rio e são patrocinadas pelas empresas Huesker e Maccaferri.

A programação de novembro traz ainda outras palestras, como “Uso de Concreto com Fibras em Engenharia”, “In situ testing in Geomechanics” e “Engenharia com Bambu”. Confira a programação:

 

NOVEMBRO

– 03 de Novembro

Geomembranas em Obras Hidráulicas – Eng. José Luís Machado do Vale, CEO da Carpi Tech, Presidente da SPG e da IGS Portugal

Resumo: O seminário trata do projeto, seleção do material, e desempenho em casos de obras recentes e de reabilitação de barragens, canais, reservatórios e túneis hidráulicos, com instalação subaquática ou a seco, e comentários sobre as características relevantes dos materiais geossintéticos, para garantir a impermeabilidade a longo prazo.
Local: sala 154-L
Horário: 17h

 

– 10 de Novembro  

Otimização da terraplenagem para uma construção sustentável – Eng.  António Gomes Correia, Professor Catedrático e Vice-Presidente da Escola de Engenharia da Univ. Minho, Portugal, ex-Presidente da SPG.

Resumo: serviços de terraplenagem – escavação, transporte, espalhamento e compactação – podem ser otimizados e abordados como uma linha de produção. Os dados do problema, considerando o uso de equipamentos, as frentes de construção e os volumes de solo escavado e transportado. As ferramentas de Inteligência Artificial, na forma de técnicas de Data Mining (DM), e de algoritmos de Otimização Moderna (OM) são potenciais para otimizar as tarefas de terraplenagens. O DM permite a busca de padrões e tendências nos dados, com o objetivo de extrair conhecimento útil (por exemplo, regras), a serem generalizadas para outras construções similares. O uso de algoritmos de OM é capaz de avaliar várias possibilidades para um problema de otimização, até obter a melhor solução. A integração destas ferramentas com o SIG é aplicada a um caso de estudo, mostrando as vantagens em termos de gestão de materiais e equipamentos, e a redução de custos e tempo de execução, com vantagens para uma construção mais sustentável.
Local:  sala 154-L
Horário: 17h

 

– 17 de Novembro

Uso de Concreto com Fibras em Engenharia: fundamentos e aplicações – Eng. Romildo Toledo Dias Filho, Prof. COPPE-UFRJ

Resumo: será apresentado um resumo panorâmico das atividades recentes de pesquisa no Laboratório de Estruturas e Materiais da COPPE-UFRJ sobre o comportamento e aplicações de concreto reforçado com fibras , cobrindo vários tópicos de interesse, tais como: concreto autoadensável de alta performance reforçado com fibras de aço, combinação de reforço com barras contínuas e fibras metálicas;  o uso de reforço vegetal na cicatrização de fissuras de concretos de alto desempenho, compósitos de alta performance mecânica e durabilidade reforçados com fibras vegetais, e exemplos de aplicações.
Local: sala -418-L
Horário: 17h

 

24 de Novembro

In situ testing in Geomechanics – Eng. Fernando Schnaid, Prof. UFRGS

Resumo: a palestra será uma versão atualizada do webnar apresentado pela ISSMGE em Outubro de 2014, sobre as principais técnicas de investigação do subsolo para projetos de engenharia.
Local: sala 154-L
Horário: 17h

 

Engenharia com Bambu – Eng. K. Ghavami, Professor Emérito da PUC-Rio

Resumo: O seminário apresenta um resumo do programa de pesquisas da PUC-Rio iniciada nos anos 1970 sobre o uso de novos materiais naturais, como bambu e fibras vegetais (sisal, juta, piaçava, etc), em estruturas e obras de engenharia com materiais compósitos, visando ao desenvolvimento sustentável de países com população crescente.
Local: sala 150-L
Horário: 17h

(Confira aqui a programação completa para o ano de 2015)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *