Problemas na barragem do Fundão começaram em 2009, aponta Comissão Internacional

sexta-feira, 02 de setembro de 2016 comentários

Barragem_Mariana-Foto-Antonio-Cruz-Agência-Brasil-internaAssim como acontece na maioria dos acidentes de aviação, a ruptura da barragem do Fundão em Minas Gerais decorreu de uma série complexa de fatores encadeados, cujo início remonta a 2009. Na época, erros na construção do dreno de fundo levaram à revisão do projeto. Foi necessária a construção de um tapete drenante, entre 2011 e 2012, destinado a controlar a saturação do reservatório. Durante essa obra, houve um acidente que fez com que a água chegasse a apenas 60 metros da crista da barragem e não a 200 metros, como previsto. Outros fatores foram mencionados no laudo apresentado no final de agosto pela Comissão Internacional contratada pela Samarco, responsável pela barragem, e liderada pelo engenheiro Norbert Morgenstern, da Universidade de Alberta, no Canadá, profissional de renome internacional na área de barragens que estará no Brasil em 2018 para ministrar a palestra Victor de Mello Lecture. A apresentação do relatório está integralmente contida em um site. Veja aqui. (Foto: Antonio Cruz-Agência Brasil)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *