Painel do Associado

“Solos moles” foi o tema do último dia do WebGeo

sexta-feira, 18 de setembro de 2020 comentários

O WebGeo iniciou em grande estilo o seu último dia, com a presença de especialistas da geotecnia falando sobre “Solos moles”, no dia 17/9. O presidente da Sessão Técnica 4 foi o engenheiro Victor Pimentel, presidente da IGS Brasil, que deu as boas-vindas aos participantes e convidou Joaquim Oliveira, professor na Unicap-PE, para moderar o evento. Os palestrantes foram os engenheiros Sandro Sandroni, da Sandro Sandroni Engenheiros Associados, Gabriel Gustavo Pinto, da Maccaferri, e Uberescilas Polido, da Geoconsult.

Sandroni abriu a sessão apresentando o tema “Quebra mar de Sergipe: uma ruptura durante a construção”. Segundo ele, tratou-se de um caso desafiador, que trouxe muitos aprendizados. O engenheiro apresentou inicialmente as características do projeto, os principais componentes da obra e falou sobre o perfil geotécnico do local: argila mole com material arenoso.

A ruptura se deu durante a fase terrestre de construção, que não foi percebida de imediato e nem prevista anteriormente. Sandroni explicou as causas do acontecido e falou sobre a preparação do projeto modificado em que trabalhou, brincando que, naquele ano, pulou carnaval no “Bloco do Quebra mar Sergipe”.

Na sequência, o mediador Joaquim Oliveira convidou o engenheiro Gabriel Pinto, representante da Maccaferri que atua na área de soluções geotécnicas, para apresentar o Caso de Obra 7. O tema da palestra foi “Geogrelhas de alta resistência aplicadas sobre camadas de solos moles: Caso de Obra – Porto de Guyama, México”. O engenheiro iniciou a apresentação falando sobre as diversas aplicações das geogrelhas e o seu funcionamento.

No caso do Porto de Guyama, Gabriel explicou que os solos do local eram de baixa capacidade de suporte. Revelou como se deu a solução com a instalação de duas camadas de geogrelhas. Mostrou ainda outros casos de obras com o uso da geogrelhas em solos moles.

Já o engenheiro Uberescilas Polido, da Geoconsult, ficou encarregado do Caso de Obra 8 “Estacas Submetidas a Esforços Laterais em Profundidade – Caso da Vila dos Atletas, RJ”. O palestrante, que também é presidente do Núcleo Espírito Santo da ABMS, apresentou a obra, localizada na Barra da Tijuca, e falou sobre a investigação do terreno. Sobre o problema, Uberecilas explicou que se tratavam de estacas submetidas a esforços laterais em profundidade, também conhecido como “efeito Tschebotarioff”, e mostrou os métodos de cálculos utilizados.

Os testes em escala real foram fundamentais na obra. Deram mais tranquilidade aos responsáveis pela obra e também economizaram recursos. Tais testes resultaram em duas teses de mestrado, tamanho o volume de dados que obtidos. Os debates foram importantes para que os presentes pudessem esclarecer dúvidas. Elogios e cumprimentos aos palestrantes e debatedores foram compartilhadas no bate-papo durante a live.

Leia também:

ABMS abre WebGeo com a entrega dos prêmios José Machado e Manuel Rocha

WebGeo: sucesso de público marca 1ª Sessão Técnica

No segundo dia, WebGeo recebe especialistas para falar de investigação geotécnica

Segurança em escavações subterrâneas foi tema do segundo dia do WebGeo


Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *