Painel do Associado

Tarde reservada para a ABMS no Concrete Show foi um sucesso

quarta-feira, 21 de setembro de 2011 comentários

O Concrete Show aconteceu entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. No dia primeiro de setembro, a ABMS teve espaço reservado para a realização de três palestras e uma mesa-redonda. Para a entidade, a oportunidade de divulgação em uma tarde especial foi única. “É importante para os engenheiros conhecer a associação e as nossas atividades, além de usufruir de nossas realizações, como palestras e congressos”, acredita Marcos Massao Futai, presidente do Núcleo São Paulo da ABMS. “Conseguimos cinco novos sócios em função do evento. Isto fez com que o NRSP ultrapassasse os 400 sócios”.
Futai realizou a abertura do evento. “Esta foi a primeira participação institucional da ABMS no Concrete Show”, afirmou. “As palestras foram focadas em aplicações em concreto, como escavações e fundações”.

Antonio Figueiredo, professor da POLI-USP, ministrou a primeira palestra da tarde e o tema foi “A especificação de concreto para obras de infraestrutura geotécnica”. Para Massao, “a apresentação foi ótima e rendeu bons comentários da plateia”.

Já na segunda exposição, William Antunes, secretário-executivo no NRSP, abordou “Fundações em Obras de Infraestrutura”. O engenheiro apresentou exemplos de obras portuárias, com enfoque em estacas escavadas e estacas raiz. “As estacas escavadas de grande diâmetro tiveram como exemplo a ponte de Rio Negro, em Manaus, obra que será inaugurada logo. Em estacas raiz, citei exemplos da revitalização de portos e estaleiros”, disse Antunes.

“É muito importante se apresentar frente a um público de especialistas e perceber que o assunto é interessante mesmo para eles”, completou Antunes. “O Concrete Show foi uma oportunidade ótima de divulgar obras tão importantes e desconhecidas”.

A última palestra foi apresentada por Armando Caputo, conselheiro da ABMS, que tratou de “Fundações e contenção em obras de grande porte – Estaleiro Atlântico Sul”. “A palestra foi ótima. A apresentação era sobre uma obra que envolvia essencialmente o uso prático de concreto”, disse Caputo.

“A atuação da ABMS foi crucial para demonstrar o desenvolvimento das novas tecnologias e de sua aplicação em obras de grande porte”, apontou o último palestrante. “Só uma associação que tem entre seus associados técnicos que militam na área de concreto poderia engrandecer o evento como a ABMS fez”, elogiou.

Durante a Mesa-Redonda, o público acompanhou um debate acalorado a respeito da Norma de Fundações NBR-6122, no qual pode observar as diferentes opiniões presentes até mesmo entre os profissionais da área. Participaram da discussão Mário Cepollina, Jaime Marzionna, Armando Caputo, William Antunes e Antonio Figueiredo. A mesa redonda foi coordenada por Frederico Falconi.

Fotos: Rogério Shiratori/Revista Fundações & Obras Geotécnicas


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *