Painel do Associado

Barragens

Acidente em Brumadinho: apuração das causas e responsabilidades exige serenidade e rigor técnico terça-feira, 29 de janeiro de 2019 19:38

A ABMS (Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica) dedica-se desde a sua fundação, em 1950, a promover a qualidade das obras de engenharia envolvendo áreas como geotecnia e mecânica dos solos. Da nossa Associação fazem parte os mais destacados profissionais e as mais qualificadas empresas ligadas a esse segmento. Em vários estados, […]

Nota Oficial da ABMS sobre o acidente na barragem da Mina de Feijão, em Brumadinho, MG sexta-feira, 25 de janeiro de 2019 21:25

Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica – ABMS Nota Oficial A Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica – ABMS, entidade técnica fundada em 1950 e que congrega profissionais e pesquisadores da área de geotecnia, se solidariza com as famílias das vítimas do acidente ocorrido na barragem da Mina de […]

Rompimento de barragem deixa centenas de desabrigados no Laos. Mortes também já foram confirmadas terça-feira, 24 de julho de 2018 18:19

O rompimento de uma barragem no Laos liberou 5 bilhões de metros cúbicos de água, inundando seis aldeias e deixando mais de 6 mil de pessoas desabrigadas e centenas de desaparecidos. A agência oficial do país confirmou que há mortos, mas o número ainda não foi divulgado. A represa Xepian-Xe Nam Noy, que está em […]

IPT oferece pós-graduação em Segurança de Barragens sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018 17:02

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), junto com a Fundação de Apoio ao IPT (FIPT), o Centro Tecnológico de Hidráulica e o Recursos Hídricos (CTH) do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), organiza o curso de Especialização em Segurança de Barragens com o objetivo de promover a capacitação e a atualização técnica de profissionais […]

International Council on Mining and Metals divulga acordo para melhorar a gestão das barragens de rejeitos terça-feira, 13 de dezembro de 2016 18:52

O ICMM – International Council on Mining and Metals – divulgou um acordo após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, MG, com o objetivo de tornar mais seguras as barragens de rejeitos. O acordo obriga os 23 membros do Conselho a melhorar a gestão deste tipo de barragem em suas operações globais. Um […]

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Comentários

  • MOACYR SCHWAB DE SOUZA MENEZES disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Manifestação clara, adequada e objetiva. No entanto, entendo que o parágrafo, a seguir reproduzido, seria dispensável, por dar margem a interpretações no sentido de que sócios da ABMS não erram. Segue-se o texto. “A empresa e os engenheiros responsáveis por atestar a segurança da citada barragem dentro da legislação em vigor são associados à ABMS há mais de 30 anos e desfrutam de elevada credibilidade no meio técnico e científico, não havendo nada que os desabone” (sic).
  • Celso Santos Carvalho disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Muito boa e oportuna esta manifestação da ABMS. Contrasta com a nota lamentável do CREA-SP
  • Alberto Sayão disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Parabéns à direção da ABMS pelo posicionamento claro, oportuno e equilibrado, ressaltando a notória qualidade técnica dos engenheiros Yassuda e Makoto, que assinaram o laudo de segurança da barragem da Vale em Brumadinho, e foram apressadamente declarados culpados de ilegalidades não comprovadas. Impressiona o contraste com a lamentável Nota de Esclarecimento postada no Portal do CREA-SP, que parece já ter conhecimento dos erros e causas da tragédia, e deveria vir a público apresentá-las, para aprendizado de todos os profissionais da Engenharia. Houve erros no laudo? Enquanto isso, os verdadeiros responsáveis pela tragédia em Brumadinho não foram ainda incomodados ou chamados a explicar o inexplicável. Houve descaso na manutenção da barragem? Houve propina?
  • Denis Vicente Perez vallejos disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Como conselheiro da ABMS me coloco à disposição e me solidarizo com as ponderações publicadas. Reconheço a seriedade técnica e responsabilidade dos colegas colocados como bode espiatorio.
  • Eder Tavares disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Parabéns pela nota oficial. Sem dúvida esse é o momento de reflexão e de busca por novas alternativas.
  • Alejo Oscar Sfriso disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Como Vicepresidente de la Sociedad Internacional de Mecánica de Suelos e Ingeniería Geotécnica envío a los colegas y amigos de la ABMS el abrazo y solidaridad de todos los ingenieros geotécnicos de Sudamérica ante este desastre. Todos sabemos que en Brasil se hace ingeniería al mejor nivel del mundo, y que las obras de geotecnia y presas en Brasil están entre las más grandes del mundo. Somos ingenieros. Cuando una de nuestras obras falla sentimos que crujen nuestros propios cimientos pero que no podemos parar, porque no se nos ha dado el derecho a claudicar. Otra vez, nos toca investigar, aprender, corregir, mejorar, y seguir creciendo, porque ni Brasil ni Sudamérica ni el mundo pueden vivir sin ingenieros geotécnicos, sin presas ni sin minería. ¡Un fuerte abrazo para todos!
  • Heinrich Heinz Jr. disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.
    Muito triste com as consequencias deste acidente. Parabéns à ABMS por se pronunciar de maneira positiva sobre profissionais do nosso ramo que lamentávelmente estão sendo retratados como criminosos pela imprensa internacional. Votos de que serenidade e rigor técnico vigorem nas investigações.