Painel do Associado

Túnel Santos-Guarujá será um marco para o Brasil, afirma presidente da Alphageos

sexta-feira, 18 de setembro de 2015 comentários

alphageosinternaA empresa Alphageos, associada corporativa da ABMS, foi escolhida para realizar as pesquisas das condições de subsolo para o projeto do Túnel Submerso Santos-Guarujá – o primeiro a ser realizado no país. O túnel, que terá 35 metros de profundidade e 1,7km de extensão, beneficiará 40 mil pessoas diariamente.

(Foto: cedida pela Alphageos)

Para a investigação geológica do projeto, a empresa implementou técnicas como sondagem à percussão de alta profundidade, televisamento 360 graus das paredes de furos de sondagem, diversos tipos de ensaios, CPTu (Cone Penetration Test) e o MudCPTu, tecnologia inédita no país.
De acordo com o geólogo Ruy Thales Baillot, diretor e um dos fundadores da empresa, essa tecnologia reduz drasticamente a necessidade de realização de pré-furos para o ensaio CPTu. “Mud, na linguagem do setor, representa todos os fluídos utilizados para lubrificar a broca de perfuração e hastes, que podem ser água, água com bentonita, polímeros, entre outros”, explica Baillot.

alphageos2“O MudCPTu diminui a necessidade de fazer pré-furos, comuns nos processos com CPTu em grandes profundidades, em que as hastes em determinados avanços ficam aderidas aos sedimentos e é necessário parar o processo, retirar o equipamento e fazer um furo para posterior recomeço da investigação”, diz o geólogo.

“Com a lubrificação no Mud isso não é necessário e os resultados que se obtêm são ensaios mais rápidos e baratos, já que o processo não é interrompido e não é preciso fazer nova perfuração para se alcançar o nível em que se estava”. (Foto à direita: cedida pela Alphageos)

Tecnologia holandesa

Para a engenheira civil Paula Baillot, que preside a Alphageos, a construção do túnel submerso será um marco para o país. “É uma obra de uma complexidade fenomenal e única, que vai gerar experiência e conhecimento para outras implementações deste porte no Brasil”.

Por isso, segundo a engenheira, foi necessário trazer tecnologias desenvolvidas na Holanda – pioneira em túneis submersos – para a investigação geológica, uma vez que o território brasileiro tem grande extensão de área abundante em argila mole. “Será um modelo de solução construtiva para o país, uma técnica com grande importância para a engenharia brasileira”.

ABMS mais próxima do associado corporativo

A ABMS vem publicando regularmente informações decorridas de seus associados corporativos. Trata-se de uma iniciativa que visa compartilhar, com toda a comunidade técnica, informações relevantes envolvendo os associados corporativos. Para sugerir pautas, basta enviar e-mail para a equipe de comunicação da ABMS pelo e-mail: comunicacaoABMS@gmail.com

Com informações da assessoria de imprensa


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *